Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

SARDINHAS & CARACÓIS

As minhas melhores e primeiras memórias de menino são:

Sardinhas 03.jpg

Caracóis cozinhadosAs sardinhas trazia-as o meu avô, directamente de lota; ensinou-me a salgá-las e a grelhá-las no quintal nas traseiras da casa, num fogareiro de lata que ele mesmo construira, à sombra de uma figueira que tão belos e doces figos nos deu. Os caracóis levou-me com ele, ensinando-me a apanhá-los das piteiras e das figueiras, deixando ficar os mais pequeninos: esses ficam para outra vez, dizia-me, para que cresçam e façam com que outros caracóis nasçam. Continuo a gostar das sardinhas, comidas à mão sobre uma grossa fatia de pão e que no fim vai à grelha para tostar e mais um prazer ao paladar oferecer, e dos caracóis; e sempre que umas ou outros à minha mesa acontecem lembro-me do meu avô a meu lado. Eu sei que não está. Mas é como se estivesse.

O LIVRO

Ricardo Salgado condenado a pagar de 3,7 milhões de euros - Portugal -  Correio da ManhãApesar de lhe ter sido atribuída a doença de Alzheimer, o Sr. Salgado está a preparar a publicação de um livro de memórias. Quero crer que o texto desse livro será algo monótono, assim do tipo: não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro, não me lembro...

Peixinhos de Aquário?

Lembro-me de já termos tido um cherne que depois se percebeu não valer um carapau. Agora temos vindo a constactar que as chamadas elites politicas, financeiras e similares (até algumas militares), não passam de peixinhos de aquário cuja memória se desvanece ao fim de pouco tempo. E não são uns quaisquer peixinhos, não. São peixinhos papagaio, como este da imagem, pois não se cansam de repetir:

não me lembro... não me lembro... não me lembro...

sem esquecer esta variante deliciosa que é um mimo:

não tenho registado na minha memória!

(vá lá, este pelo menos diz que tem memória apesar de não ter nada registado).

Related image

imagem copiada de: tripadviser.com.br (fotos de aquário de Paraná)

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub