Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

MORRER OU NÃO MORRER?

Morrer ou não morrer? E morrer como? São questões que se põem a todos os vivos e que desejam assim continuar. Mas não havendo maneira de contornar a questão nem de como evitar o facto propriamente dito, há que matutar na coisa antes que sejamos apanhados de surpresa. Não sei nem imagino qual o melhor momento porque isto de morrer tem que se lhe diga e para tudo é bom ter alguma experiência. Aqui começa a dificuldade porque é muito difícil (senão impossível), encontrar alguém que já tenha vivido a morte, porque normalmento o que acontece é que quem morre nunca volta para explicar como foi. Conjecturas há muitas mas sendo todas muito elaboradas pelos que ainda estão vivos, carecem de confirmação pelos que já morreram. É verdade que há quem fale com os mortos, quem os chame p'rás mesas de pé de galo (salvo seja que eu nisso não sou tido nem achado). No entanto esses mortos quando aparecem (??) nunca ninguém os vê e exprimem-se com vozes roucas desconhecidas ou com batimentos do tipo morse que só os videntes sabem interpretar. Estas questões podem parecer bizarras ou até parvas para vir para aqui referi-las. Admito que sim. Todavia não se pode negar que o facto é susceptível de acontecer a todo e qualquer ser vivo, mesmo a quem seja completamente contra, como é o meu caso. Por outro lado se eu nunca morri como é que posso ter a certeza de que morrerei? E morrer como? São tudo questões que...

imagem copiada de: https://br.freepik.com/

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub