Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

MORRER OU NÃO MORRER?

Morrer ou não morrer? E morrer como? São questões que se põem a todos os vivos e que desejam assim continuar. Mas não havendo maneira de contornar a questão nem de como evitar o facto propriamente dito, há que matutar na coisa antes que sejamos apanhados de surpresa. Não sei nem imagino qual o melhor momento porque isto de morrer tem que se lhe diga e para tudo é bom ter alguma experiência. Aqui começa a dificuldade porque é muito difícil (senão impossível), encontrar alguém que já tenha vivido a morte, porque normalmento o que acontece é que quem morre nunca volta para explicar como foi. Conjecturas há muitas mas sendo todas muito elaboradas pelos que ainda estão vivos, carecem de confirmação pelos que já morreram. É verdade que há quem fale com os mortos, quem os chame p'rás mesas de pé de galo (salvo seja que eu nisso não sou tido nem achado). No entanto esses mortos quando aparecem (??) nunca ninguém os vê e exprimem-se com vozes roucas desconhecidas ou com batimentos do tipo morse que só os videntes sabem interpretar. Estas questões podem parecer bizarras ou até parvas para vir para aqui referi-las. Admito que sim. Todavia não se pode negar que o facto é susceptível de acontecer a todo e qualquer ser vivo, mesmo a quem seja completamente contra, como é o meu caso. Por outro lado se eu nunca morri como é que posso ter a certeza de que morrerei? E morrer como? São tudo questões que...

imagem copiada de: https://br.freepik.com/

A$ MODA$ $ão CARA$

Foto 1 - Calça Masculina Jeans Rasgada Premium Skinny Lycra

Ao ver tantos (e tantas) vestidos de igual (ou muito semelhante) decidi-me: vou comprar umas calças rasgadas evitando assim a preocupação de não as rasgar e sobretudo para que, ao chegar a casa, não me gritem: "ó meu grande *#+"@... já rasgaste as calças novas?, nem 1 dia te duraram"!! A grande dificuldade é o preço das calças (ou dos rasgões, não sei bem). Quem não está a par destas coisas da moda pode parecer-lhe estranho mas a verdade é que o preço (PVP) do exemplar ali exibido vai além da minha disponibilidade; aliás devo confessar que o dinheiro que tenho neste preciso momento dá à justa para um único rasgõn!! Opto por uns calções. São leves, frescos e são mais em conta! (onde é que já ouvi isto?)

+ ANO DE (blog) MIM

anos Catorze2.png

Nasci empurrado por 2 amigos deste kok que ainda me alimenta espaçadamente com ideias que ele acredita terem alguma aceitaçõn. O facto é que completo hoje 14 anos de vida o que jamais acreditei ser possível porque ter a minha existência dependente da vontade de um galo não é garantia de coisa alguma. Outro facto (por confirmar) é se viverei mais 1 ano. Tudo dependerá dos amigos continuarem a visitar este galinheiro; sem eles não há porque existir, né? A ver/ler vamos!

A VACINA e o COVID + EU

Fui hoje convocado

para ser vacinado

contra este virus danado

que sem aviso apareceu

(para infectar quem ainda não morreu).

E vai durar até quando?

Isso ninguém sabe!

Raios partam a pandemia

que nenhuma falta fazia

neste mundo adoentado,

de plásticos poluido

e com gazes envenenado.

Dos que sofrem embolias

pela vacina aplicada

desejo não fazer parte.

Mas se isso acontecer

e não eu podendo replicar

desejo que todos se “f*#@§”,

que era o que eu lhes faria

se cá pudesse voltar!

imagem copiada de: animatedImages.org

A VACINA do COVID

Não sou entendido em vacinas, nem em estatísticas, e sempre desconfiei de teorias baseadas em % para justificarem/explicarem uma conclusão (previamente desejada). As notícias afirmam que por milhares de milhões de vacinas aplicadas morrem por tromboses cerebrais uma mínima percentagem de pessoas. É mais ou menos isto:

A senhora morreu depois de ser vacinada? Não se preocupe, é uma % mínima!

imagem copiada de: www.depositphotos.com

O BEIJO

pombos e beijos DSC_0225.JPG

O 13 da Abril foi escolhido para ser o dia de assinalar o BEIJO a nível mundial. Pois que seja. Decerto que não receberei nenhuma dose extra; todavia todos os que vierem serão bem recebidos. E dá-los? Evidentemente que sim; terei imenso prazer em fornecê-los a quem os desejar receber (dito assim parece um merceeiro a despachar ao balcõn).

Hoje é também dia de aniversário da querida GOLIMIX, a amiga que emigrou da rua dos blogs para a avenida do facecoiso, mas isso não é impedimento de lhe "cantar" os PARABÉNS e desejar-lhe cada vez mais felicidades.

E à desaparecida em parte incerta Maria Kuak que fez anos no dia 10; PARABÉNS pá!

DIA DE ANIVERSÁRIO

084 ama das caldas.JPG

Hoje é o dia em que à luz fui dado

num tempo há muito passado.

Era de noite, (me disseram),

já longe na madrugada

que a parteira de puxou

do aconchego do útero

onde durante meses cresci

sem saber coisas do mundo

onde finalmente nasci.

Consta que eu era lindo,

cabeludo e anafado

e que à primeira nalgada

desatei em tamanho berreiro

que a mãe da criatura

mesmo sofrida e combalida

à parteira um sopapo aplicou

por pensar que a coitada

de propósito me magoara

ao dar-me a obrigatória palmada.

Muito anos se passaram

e muitas vidas aconteceram.

As alegrias foram muitas

e tristezas algumas houve.

Vivi  vários amores

e desamores não faltaram.

Paixões? Grandes, arrebatadoras?

Sim!

Mas ainda maiores foram as desilusões.

Hoje é outro dia, outra hora, outro momento.

Hoje é um dia que partilho com sentimento

uma data irrepetível,

pois outros tantos anos não aguento.

A todos os amigos (aos que aqui passam e aos outros),

uma certeza: teimoso como sou voltarei no próximo ano

e se disserem que morri desconfiem: será engano?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub