Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

UM "MANJERICO" HOLANDÊS

Muitos portugueses desconhecerão a máxima: putas e vinho verde!, jargão tão em voga nos idos anos 60 do século passado e demonstrativo de uma sociedade de patos bravos (*) "a elite", bacouca é certo, que era tida como um progresso do país dessa época.

Eis senão quando (como diria Trindade Coelho) surge da Holanda um "manjerico" que na sua europeia sabedoria re-inventa o mesmo conceito (mas menos vernáculo: mulheres e álcool), numa generalização a todos os povos do sul da Europa. Ora vamos lá ver: de gregos, italianos e espanhóis não sei e nem estou interessado em saber, mas dos portugueses? Evidentemente que estamos para aí virados. Vinhos não nos faltam (com muito trabalho a produzi-lo) e de mulheres bonitas estamos bem servidos. Contudo não me parece que tal facto afecte negativamente o Orçamento do Estado nem a dívida pública e nem sequer o mercado de capitais. E as actividades relacionadas com as mulheres e o álcool nada têm que ver com offshores e outras vias de investimentos  que  o presidente do eurogrupo (o "tal manjerico" e os seus pares) nada fazem para combater e anular. Voltando ao caso, talvez este holandês dissesse o que disse influenciado pelos pintores holandeses, como por exemplo o deste J. Vermeer:

Na pintura percebe-se que o homem está a pagar (com uma moeda) um "trabalhinho"; não se sabe é se está  relacionado com álcool, se com o método do apalpanço mamário ou se ambos.

Seja lá o que for que a este "manjerico" presidente do eurogrupo (que é o mesmo que em tempos defendeu: que os depositantes bancários comuns deveriam ajudar os bancos em dificuldades prescindindo de parte dos seus depósitos), passou pela cabeça, eu gostaria de lhe oferecer algo que lhe demonstrasse o meu apreço; algo genuínamente português e entre filigranas e barros vou pelos barros.

Um Rosa Ramalho?, um Bordalo?, uma bilha de Niza?

Decido-me por um generoso exemplar de loiça das Caldas da Raínha para que ele o meta onde muito bem entender.

E se gostar de praia que não venha para o Algarve; vá para a Frigía que é mais perto de casa!

(*) construtor civil de má qualidade, improvisado, acumulando com outras actividades do tipo: espertalhão/chico esperto.

 
  

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D