Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

QUANDO EU VI O PAI NATAL

A madrugada já ia alta, seriam entre as 3 e as 4 horas, mais 4 do que 3, quando dei por mim sentado na borda dum passeio de uma qualquer rua da cidade cujo nome não me recordava. Havia alguma neve, o frio era suportável (talvez o alcool ajudasse a disfarçá-lo), mas de chuva nem uma gota. Em redor tudo calmo, silencioso. A leve aragem nocturna mal se sentia e nem uma agulha bulia na quieta melancolia da brancura dos caminhos (outra vez o alcool a toldar-me?). Olhando em redor (evitando movimentos bruscos com a cabeça para não agitar os vapores etílicos) lobriguei ao longe umas luzes piscando acompanhadas do som de guizos. Pensei: estou com visões (devido ao alcool ingerindo)? Mas o certo é que tudo foi aumentando com o encurtar da distância e eis que pára à minha frente um trenó puxado por renas e com um gordo vestido de vermelho rodeado de sacos de juta, pareceu-me que pintados da mesma cor. E diz-me ele:

-Ainda bem que encontro alguém pá. É que estou farto da andar às voltas para entregar as ofertas e nada;

-Anh? digo eu sem perceber puto da conversa?

-Esqueci-me do livro com os endereços e agora estou fo... tramado!

A cabeça latejava-me. Fechei os olhos pensando que quando os abrisse já teriam desaparecido as renas, o trenó, o gordo e mais os sacos. Puro engano; continuavam ali mesmo à minha frente e perante o meu silêncio diz-me ele:

-Tens lume? É que também me esqueci dos fósforos para acender um charrito!

-Ok! dei-lhe lume e fumámos a meias (por acaso um produto de boa qualidade).

-Olha lá, como te chamas?, pergunta-me o gordo.

-Almerindo da Costa mas sou mais conhecido por "brancótinto".

-Deixava-te aqui uma prenda pá, mas tu não tens chaminé..., oh oh oh, e dizendo isto estalou o chicote sobre as renas que num salto arrancaram estrada fora ao som dos gizos e abanando as luzes coloridas.

Na taberna, nessa mesma manhã:

-Tu queres convencer a gente que viste o Pai Natal?, diz o Manel Mecânico.

-Mas tu acreditas nesses merdas, pá?, pergunta o Chico estucador.

-Mas eu vi..., insisto eu; eu vi o gajo e as renas e tudo...

-Òh pá, tu estavas era com uma "ganda bebedeira"...

Já percebi: ninguém me acredita, mas que eu vi, vi!! (ou não vi???)

20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D