Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

FACTURAS & OBRIGAÇÕES

Era suposto já não me surpreender com as artimanhas destes políticos que nos governam, todavia eis que sacaram da cachimónia as facturas com prémios.

Como se não bastasse o caminho que escolheram para a degradação sub-reptícia da segurança social (*) agora acham que a melhor maneira de interessar as pessoas no pagamento de impostos é anunciar sorteios de automóveis de topo de gama. Sublinhe-se: 60 sorteios anuais!

Como se quem ganha mensalmente 500, 700 ou 900 €uros mensais (já para não falar de quem ganha menos nem de reformados a receberem menos de 300€), ficasse felicíssimo por ter à porta um BMW ou um AUDI (por exemplo) sem possibilidades de pagar as despesas que a tal objecto são inerentes: combustível, seguros, etc.

É uma surpresa saber-se que quem mais facturas apresentar, mais cupões com direito a prémio, entrarão “na tômbola”…?? Não! O que isso quer dizer é que serão as empresas/empresários os mais vocacionados para serem os premiados.

Diz-me um amigo: e tu tens dúvidas? Claro que os sorteios são para esses cujas fugas ao fisco, quer com habilidosas manobras contabilísticas, quer  com omissões de ganhos, são de facto relevantes! Nunca para beneficio dos que trabalham ou trabalharam para eles.

Ou seja, pagar impostos por dever social e porque é o único meio que o governo dispõe para sustentar o sistema de saúde e a educação, ambos “gratuitos”, deixa de ser relevante porque o objectivo passa a ser ganhar um “carrinho”.

Faltou-lhes capacidade para encontrarem outros incentivos ou as que têm não dão para mais? É que não me parece ser a melhor maneira de incentivar as pessoas a pagarem impostos.

Se me perguntam: o que sabes tu destas coisas?

Respondo: Nada! “Deu-me” hoje para escrever sobre o assunto. Foi só isso.

 

(*) Lembro-me de (quando foi 1º Ministro o Sr. Aníbal), o Sr. Paulo Portas (e outros), defenderem que quem trabalha poderia optar por descontar para a Seg.Social ou preferir o seguro particular que, segundo eles os defensores da ideia, proporcionaria uma melhor e mais rápida assistência em caso de necessidade e escolher o médico que quisesse, etc. Pelo que se sabe dos comportamentos das compª  seguradoras ainda bem que a ideia não vingou; mas “elas” estão atentas e vão-se estendendo em multicares, medis e outros esquemas semelhantes.

19 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D