Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

O VELHO QUE VÊ O FUTURO

Já antes, muito antes, me tinham falado do velho que via o futuro. Eu, que não sou adepto dessas novas tecnologias, não me interessei por aí além. Mas de tantas vezes ouvir referir o tal velho, decidi-me!

Convencido? Nem por isso; mas afinal não devemos duvidar do que não conhecemos. (onde é que já ouvi isto…?). E lá fui eu!
O caminho era estreito, íngreme e sinuoso. Pé aqui, pé acolá, lá fui subindo e com algum esforço cheguei ao cimo de um monte. No alto, uma casa feita de barro ( foi o que me pareceu). O telhado feito de palhas e canas. Espalhados em redor viam-se alguns utensílios agrícolas em adiantado estado de corrosão. Um cão de raça indefinida deitado à sombra da casa nem se dignou olhar-me. Acho que até o ouvi ressonar.
Cheguei-me à porta totalmente aberta e vi no interior, sentado numa cadeira de baloiço, um velho muito velho, vestindo uma t-shirt com um buda desenhado, e uns calções.
Fez-me sinal para entrar. Entrei!
Fez-me sinal para me sentar. Sentei-me!!
Até parecia estar à minha espera.
Sobre a mesa duas cervejas cujas garrafas (“suadas”) diziam: estamos bem frescas.
Até parecia que estavam à minha espera.
Noutra mesinha, junto à única janela existente, dormia um gato preto e branco.
Aceitei a cerveja agradecido. Também eu estava a suar já que a subida do monte fora cansativa.
Perguntou-me ao que vinha. Falei-lhe que não acreditava na “coisa” mas que ouvira dizer que ele via o futuro e por isso quis confirmar…
Interrompeu-me com um gesto brusco e soltando umas quantas gargalhadas, disse-me:
-Eu não vejo o futuro de ninguém; só o meu. Unicamente o meu!
E perante o meu espanto e surpresa gritou:
-FUTURO!
O gato saltou de mesinha e veio, obedientemente, sentar-se-lhe no colo.
-Este é o meu Futuro, que eu todos os dias vejo e alimento.
-….

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D