Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

ALERGIAS TÉCNICAS ou INFLAMAÇÕES ELECTRÓNICAS?

Isto tinha que acontecer. Mais tarde ou mais cedo, tinha que acontecer.

Com tantos avanços e recuos para se achegar à net, o coitado entrou em depressão, começou com tremuras e, vai daí, deu-lhe o fanico e apagou-se. É verdade que já não é um jovem mas ainda é PC para gastar umas meias-solas. (que remédio tem, ele e eu). Vai àmanhã à consulta estando eu na esperança que não seja nada de grave, como por exemplo um resfriado ou uma alergia dos fenos. O meu MAIOR medo é que seja algum orgão vital inflamado e que exija uma intervenção cirúrgica. Òbálhamedeus!!!

ilustração copiada de: www.pagingdrpc.com

EU e a... NOS

(antes TV cabo) temos uma ligação interesseira desde há uns bons 20 anos. Interesseira porque eu paguei para ver melhores imagens televisivas e eles mostraram-mas como eu desejava vê-las à conta de mensalidades regulares. Passados anos proposeram-me 1 pacote que inclui a TV, internets e telefones, fixos e móveis. E o que é que eu fiz? Aceitei!

Aceitei convencido porque me disseram que se alguma anomalia acontecesse de imediato eles se disponibilizariam em resolver.

Puro engano! No espaço de um mês e pouco sucederam-se as anomalias (box de TV defeituosa 1 vez e no espaço de três dias impossibilidade de aceder à internet por 3 vezes). Liguei para o 16990 e eis o resultado:

Para resolver o caso da box foi-me sugerido que eu a levasse à loja mais próxima para ser trocada evitando assim  que eu ficasse 3 dias à espera que um técnico deles tivesse horário para cá vir.

Já para resolver o desacesso à internet atribuiram-me telefonicamente funções técnicas:

Nos- desligue ali e volte a ligar,

Eu- ... ... ainda não dá,

Nos- então desligue também ali e volte a ligar,

Eu- ... ... continua sem dar,

Nos- agora desligue 1º este, depois aquele e depois o outro, e volte a ligar tudo mas sempre pela mesma ordem,

Eu- ... ... ... ... ... ... ... pronto, já está!

Nos- E agora?

Eu- ainda ná dá!

Nos- então tem que ligar para uma empresa (PC Clinic) que nos presta assistência...

Eu- (Porra!!! *#+€f§@fss)...

À conta de não querermos ser obrigados a esperar pelo técnico obrigam-nos a executar tarefas e funções para as quais não estamos preparados (e eu ser absolutamente inábil manualmente). E pior: quando mencionei a necessidade de um técnico logo me avisaram que se o problema não fosse nem da box, nem do rooter, a despesa seria da minha responsabilidade.

Da minha ida à loja para trocar a box nada disseram e do meu trabalho de técnico também não! Eu não tenho idade para ser do tempo em que as comunicações à distância eram feitas com espelhos, pombos, tambores ou sinais de fumos; não seriam tão ilustradas mas ganhariam na simplicidade de processos e no baixo custo; e o pombo, independentemente das notícias que trouxesse, sempre nos faria companhia à mesa.

A AMÊNDOA ATRAVESSADA

A amêndoa atravessada

Sei muito bem que a última Páscoa já passou e que a próxima demora a chegar. Por isso me surpreendi que ainda haja quem tenha amêndoas atravessadas, como é o caso de Jorge Jesus (disse-o publicamente) e agora parece que o Sr. Passos Coelho apresenta o mesmo sintoma. Isto acontece quando queremos comer doces antes de estarem completamente feitos e depois... engasgamo-nos; ficam atravessados na garganta, é o que é!

FEIRA DO LIVRO 2016 (outra vez)

Feira Livro 2016

Foi hoje, com sol e pouco vento, que por lá passeei. (comprei 4 livros (é muita poucachino, eu sei), mas é o que se pôde arranjar; comprei-os em alfarrabistas e custaram-me 14€). Mas foi mesmo mais um passeio do que uma jornada aquisitiva de obras literárias. (uma tirada destas é seguramente influência de tantos ilustres escritores que por lá abancaram toda a tarde, em (quase) todas as bancas, distribuindo autógrafos).

 

Não gostei deste tapume que impede uma visão global da feira. Se é mesmo necessário então que seja transparente.

Feira Livro 2016

Gostei de voltar a cumprimentar a DEANA BARROQUEIRO que distribui autógrafos acompanhados com biscoitos e muita, muita simpatia.

Deana BarroqueiroTantas são as ofertas que as escolhas se tornam difíceis.

EscolhasTodavia, e no meio da multidão, há sempre um recanto para abraçar uma leitura.

Recanto de leituraE também para outros abraços, não tão literários mas nem por isso menos interessantes.

Abraços Também por lá vi plantas portáteis, em mãos femininas.

Plantas portáteisE farturas! Fartura de livros e de autores, de compradores e de simples passeantes, crianças, fotógrafos e demais veraneantes, e também farturas daquelas que lembram outro tipo de feiras.

Saboreando uma farturaComendo uma fartura

às cavalitas do paiFotografando

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D