Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

À MODA DA CATARINA...

... que apresenta assiduamente ementas interessantes quer no seu conteúdo, quer nas promessas de sabores que imaginamos, hoje decidi copiá-la, apresentando uma refeição "de perder a cabeça" (literalmente).

Um belíssimo saboroso e cremoso arroz de tomate e pimento e...Arroz de tomate e pimento

Uns jaquinzinhos fritos, sem esquecer as fatias de pão igualmente fritas.

Carapaus 01

Uma refeição que acompanhada por um belo e fresco vinho branco é de perder a cabeça!

Cabeças fritas

PÁSCOAS? Há muitas...

Em cada Páscoa há folares, há amêndoas, há ovos de chocolates e até há (imagine-se) coelhos que "põem" ovos. Só de pensar nisso fico com tremuras.

E eu, na ausência de galinhas... aprecio estas coelhinhas, ainda que...

... ao vê-las assim, rinhonhas, se me incrementarem as tremuras.

PÁSCOAS, FOLARES e OVOS

Ele são ovos, ele são folares, ele são coelhos que põem ovos, ele é gente de muitos contares...

Mas sempre se encontra quem não aceite fazer parte da palhaçada.

Quem nunca pôs ovos e que se recusa terminantemente a pô-los!

ilustração copiada de: www.qigindorama.seed.pr.gov.br

de SIGNO: CARNEIRO.

Julhos e Agostos são meses muito produtivos no que respeita ao incremento da natalidade dos seres humanos. Se é devido às noites quentes ou se às mornas madrugadas, isso não sei! A comprová-lo é atentar ao número de carneiros e de alguns touros que nascem entre os fins de Março e inícios de Maio, sendo que a maior colheita é no mês de Abril.

Continuo referindo as pessoas destes dois signos, e já são várias as que por aqui passam, lendo e comentando. São pessoas teimosas que nem mulas, é verdade; mas são igualmente lindas e belas que nem Deusas / Deuses do Olimpo! Não o digo por mim, que ainda me assusto de cada vez que me vejo no espelho; mas eu sou mesmo a excepção que confirma a regra! Para todos, gente alegre, linda e imaginativa, muitos PARABÉNS.

 "rebanho" dos nascidos ente 21 de Março e 19 da Abril e que "pastam" por aqui, são:

05 de Abril - o Filipe (viajante num mundo FATiferando)

06 de Abril - a Fê (blue bird que ainda por aqui não voou) e também

06 de Abril - a Graça Sampaio (plena de pikos e de rosas bravas).

09 de Abril - a Cris (de Portalegre entretanto desaparecida) e eu mesmo.

10 de Abril - a maria kuak (que aparece e desaparece) e a São Banza

11 de Abril - a Rosinda (também em parte incerta).

13 de Abril - a Golimix (a amiguix ferpeitix, sorrisix e demais ix's).

15 de Abril - A Mula (cujos coices são desabafos, ou vice-versa)

16 de Abril - o Paulo "Paulovski" (emigrado no facebook)

18 de Abril - a Mafalda (outra errante pela blogosfera)

e no meio do imbróglio publicado envelheci o Prof. João Paulo em 9 dias (nasceu a 29 de Abril) e rejuvesnesci num mesito bem contado, a Afrodite que nasceu em aquário.

20 de Abril - o João Paulo (Prof. do expresso do oriente).

?? de Abril - a "Afrodite" (dona de uns Jardins interessantíssimos).

 ilustração copiada de: planetatosco.wordpress.com

OS IMPOSTOS e OS EXAGEROS

Os impostos que todos pagamos, (enfim, passe o exagero), são um dever e uma obrigação de todos nós, né? (passe novamente o exagero; hoje deu-me para isto, para exagerar nas considerações).

Mas há uma justificação. Chama-se Manuel Caldeira Cabral que, como ministro da economia de Portugal pediu/sugeriu/apelou aos portugueses para comprarem gasóleo e gasolina em Portugal e prescindissem de comprar em Espanha, apesar de serem mais baratos.

Disse ainda que: ...temos que olhar com preocupação porque corresponde também a impostos que em vez de serem pagos em Portugal estão a ser pagos em Espanha.

Tendo em consideração esta notícia: 19 dos 20 grupos económicos do PSI-20 (o índice da Bolsa de Lisboa) têm a sede em outros países, para auferirem de vantagens fiscais em relação a Portugal e a Holanda é o destino preferido das empresas do PSI-20...

...concluo que o maior problema seja só com a Espanha, né?

Curiosamente não me lembro de ouvir um ministro (nenhum mesmo) pedir/apelar/sugerir aos empresários que se abastecem no estrangeiro, o mesmo tipo de apelo.

E isto dá-me vontade de rir... (o que acontece aos parvos: riem-se por tudo e por nada)!!

ISTO É VERDADE?

Li por aqui (na blogosfera) que a Srª Dona Maria Luís Albuquerque apresentou "baixa médica" para, como deputada e usufruindo da totalidade de vencimento (mais as respectivas mais valias) acumule com os ganhos como não executiva na tal flecha. Se isto é verdade pergunto:

1- um deputado não tem que estar doente para ter baixa médica?

2- se não está doente, que medicina pratica o médico que "a baixou"?

3- se está mesmo doente, pode ser executiva fora de casa ou a "baixa" permite que vá ali...

4- não tem o Presidente da Assembleia da República obrigação de esclarecer o assunto?

5- e já agora, os deputados que receberem "ajudas" por declararem morar longe de Lisboa (por exemplo O Relvas que até morava na casa de uma amiga de escola, lembram-se?) devolveram as verbas que receberam indevidamente?

Sei que nem tudo o que se escreve na blogosfera é credível/verdade. Mas seguindo aquele princípio (que alguns contestam): os políticos são todos iguais, esta notícia surpreende?

AVALIANDO PROFESSORES

Professores que já tivémos a morar em Belém (cada um com a sua "Maria de Belém", pessoal e intransmissível).

Mário Soares: No meu tempo não havia avaliação, nãnãnãnãnã nã!

Aníbal Cavaco Silva: Avaliaquê? Na tou bém a véer...

Marcelo Rebelo de Sousa:  Professor? Isso já era! Agora estou numa de sarar divergências que é uma área medicinal da medicina!!

(e por falar nisso, tenho que passar pela farmácia)

o - O - o

De um que não foi sujeito a avaliação, a outro que foi  uma menor valia resta agora um que (de tanto apregoar querer sarar mais parece um dótôr) está a ser aceite pela maioria dos alunos.  Mas como a avaliação de professores anda e desanda vai ser necessário algum tempo para percebermos se ele fica nos efectivos do ensino ou se... vai ser avaliado pela Ordem dos Médicos.

AFINAL O TAMANHO...

Afinal o tamanho é mesmo importante e até há estudos académico-científicos a afirmá-lo como se pode ler aqui:

http://www.msn.com/pt-pt/lifestyle/moda/quer-saber-se-o-seu-parceiro-%c3%a9-infiel-esteja-atento-ao-tamanho-dos-dedos/ar-AAgwdIB?li=BBoPMmdhttp://www.msn.com/pt-pt/lifestyle/moda/quer-saber-se-o-seu-parceiro-%c3%a9-infiel-esteja-atento-ao-tamanho-dos-dedos/ar-AAgwdIB?li=BBoPMmd

Acreditando neste estudo e passando ele a ser profusamente divulgado , estou cá a pensar se o fabrico de luvas  não aumentará.

Ai aumenta aumenta e sem distinçõn de género, diz o Sr. Almerindo, um transmontano de gema, dono do café-pastelaria cá do bairro.

Ainda assim questiono-me: o tamanho dos dedos?

Com o que eles, em Oxford, se preocupam...

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D