Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

DESENCONTROS

 Foi este o encontro do meu desencontro.

Durante meses em preparação, coordenado por uma equipa credenciada e gerando forte expectativa teve como resultado o "ajuntamento" aqui exibido ao vivo e a cores (roubado aos picos da roseira brava). E chegado o dia, com tudo preparado: 2 camisas, um par de calças, 4 pares de peúgas, um dos quais desirmanado, um par de sapatos e umas galochas (não fosse desatar a chover), e também um pijama para o caso de calhar ter que por lá passar a nôte. (inté um lanchinho para o caminho tinha preparado).
E depois, agora falando a sério, foi o que se viu, ou melhor, o que não se viu devido ao imprevisto que não me concedeu o desejo de estar presente e que me deixou cheio de penas de pena.
Foi para mim um desencontro.

UM OVO DE COLOMBO (re-edição)

Feira do Livro 2014Após alguns meses que ando aqui pelas ruas, becos e vielas que é a blogosfera, tenho encontrado pessoas maravilhosas. Talvez seja mais correcto referir ideias maravilhosas de pessoas maravilhosas, que de algum modo aqui se expõem, escrevendo o que lhes ocorre e "escorre" do pensamento. Seriam injusto, evidentemente, destacar nomes/blogs porque cada um à sua maneira é merecedor de destaque.

Felizmente que somos todos diferentes e por isso a monotonia aqui não entra!
E aqueles com quem mais contacto não serão mais do que uma amostra. Porque nem faço ideia da quantidade de pessoas cuja imaginação e valor intelectual é/tem sido esquecido, desconhecido (até mesmo por culpa própria), engavetado e/ou até mesmo, castrado!!!

Calculo que bastantes passeiam por esta cidade que é a blogosfera!
Todos são merecedores do meu aplauso e também do meu agradecimento por passarem por este meu galinheiro deixando sempre uns bagos de milho para o meu sustento que são, evidentemente, os vossos comentários!

Mal comparado, direi que descobri "o ovo de Colombo". (edição melhorada (?) de 01.2009)

 

LEITURAS (3)

A cada dia que passa ouvimos políticos apregoarem ideias que mais tarde desmentem ou contradizem e quase sempre vêm dizer que não era aquilo que queriam dizer ou, pior, arranjam sempre um qualquer "papagaio" que vem explicar o que o tal político quis de facto dizer. Nada disto é novo e por isso não faria sentido eu vir aqui referi-lo, não fosse esta nova ideia da redução de horas de trabalho e de vencimento, para os novos pais, dando de barato que com um bebé as despesas aumentam, não diminuem.

Eis senão quando surge o secretário de estado da saúde com o desplante de afirmar convicto que os serviços de urgência hospitalares são um "must" com os doentes bem instalados em macas com protecções laterais e em perfeitas condições de atendimento e segurança. Tudo isto é uma tristeza que me leva a questionar: este sr. tem família? tem pais, avós, filhos? este sr. não precisará de um tratamento ócular? este sr. depois de afirmar publicamente uma alarvidade destas, quando chega a casa consegue olhar nos olhos os filhos (se os tiver), os seus familiares mais chegados?

Este sr. recorda-me um actor francês já falecido: BOURVIL

 A semelhança é (na minha opinião) notória. Mas enquanto Bourvil encarnava na ficção personagens aparvalhadas, pouco instruidas ou nada desenvolvidas intelectualmente, o sr. secretário faz o mesmo mas na realidade.

Não quero acreditar que o sr. secretário seja pouco instruido nem pouco desenvolvido intelectualmente, mas com este tipo de declarações é o que parece; e diz quem sabe que na politica o que parece é!

Outra sugestão:http://blog-do-stress.blogouvimoss.sapo.pt/as-ideias-de-caca-de-governantes-13094http://blog-do-stress.blogs.sapo.pt/as-ideias-de-caca-de-governantes-13094

HOJE é o dia do BEIJO e há festa: A "GiX" FAZ ANOS!

Tivesse eu a destreza de um pasteleiro e a imaginação de um doceiro e presentar-te-ia com um mimo destes.

Assim não sendo "sou obrigado" a copiar da net a imagem que exprime a minha vontade.

PARABÉNS GiX, por mais um aniversário e, como sempre digo, voltaremos ao assunto em 2016 e nos anos seguintes!

 (é para comeres às fatias e não tudo de uma vez, óviste?)

E acontecendo ser o dia deles, que não te faltem beijos, MUITOS BEIJOS!!!!!!!

Amigos.jpg Amigos.jpg Amigos.jpg

MOTORCLÁSSICO 2015

Abriu ontem e termina no domingo, dia 12. Muitos carros, este ano menos do que em anos passados e alguns repetidos de anos anteriores, ou seja clientes habituais (quer veículos, quer visitantes).

Bilhete para velhotes 8€urosTrês gerações de FIAT's 500

Fiat  500Topolino

Fiat 500 d'Ontem

Fiat 500 d'HojeTambém lá encontrei o AMILCAR...

Amilcar

 ... e esta natureza morta! (porque nem só de carros vive o ser humano).

Hummmm....

PARABÉNS à MARIA KUAK

Mana aqui tens os presentes comemorando o teu aniversário, lembrando que nasceste eram 6 da manhã naquele longínquo ano do século passado. Sei que te apoquentam as rugas, os "pés de galinha" que mais parecem serem de avestruz, as artroses e os cabelos que teimam em cair. Mas tu não ligues, pensa noutras coisas.

E pronto, PARABÉNS por este teu dia de aniversário, que continuarás a comemorar anos a fio! (ai de ti que isso não aconteça) Beijokas!

Hoje completa-se + 1 ANO

Nasci
às 6 da madrugada
em cama mal amanhada
duma vagina escancarada,
que às mãos duma parteira
de roupas despojada
revelou à mãe sofrida
pelo esforço consumida:
é um menino de “estalo”;
lindo que nem um deus,
disse ela ao meu pai baboso
em cujas mãos “poisei”;
e ainda hoje não sei
se a parteira era bruxa
ou se numa clarividência rara
confundiu a minha cara
com a doutro qualquer mimoso!

Da beleza anunciada
naquela madrugada nascida,
ainda hoje se notam os traços
da mentira piedosa
que para alegrar uns pais
foi dita e repetida.

À Cris (de Portalegre) um grande beijo por este dia que é igualmente para ela, dia de festejos. Parabéns!!!

Mas o rebanho não é composto só por estes 2. Também dele fazem parte:

a graça que este ano aniversariou no próprio dia de Pascoa, dia 6;

a maria kuak (que está desaparecida em parte incerta) amanhã, dia 10;

a rosinda (que continua fugida não se sabe para onde) dia 11;

a golimix (que continua sendo uma companhia habitual), dia 13;

e o paulo (que rumou para akela coisa do buk) dia 16

Ovelhas 01

Ao todo e até agora somos sete!

E para que não restem dúvidas aqui fica a prova, ao vivo e a cores...

 

 

7 HORAS...

...com uma fita amarela no serviço de urgência num hospital da capital,

tudo porque uma dolorosa e paralisante contractura muscular obrigou a minha amada gaLina a apresentar-se àquele serviço. Inevitavelmente acompanhei-a em contínuo em todos os momentos desde a saída até ao regresso ao galinheiro.

E foram mesmo todos os momentos porque com  uma fita rosa (de acompanhante) no pulso tive a permissa de estar a seu lado, de princípio a fim. Dessas sete horas as duas primeiras foram de expectativa porquanto não houve ninguém que de nós se acercasse; à terceira hora uma médica veio saber de que se queixava "urgentada"; pergunto-me: se está tudo informatizado (cada médico tem acesso a um terminal) o que foi relatado e inscrito informaticamente na triagem não está à disposição nas salas de intervenção e assistência médica?

Adiante.

Feito o diagnóstico foram prescritos vários RX's para certificar ausência de lesões ósseas, recolha de sangue e de urina para outros fins, e ali ficámos aguardando os resultados, que como se sabe (quem sabe destas coisas), demora cerca de duas horas. E com tudo isto já iamos em cinco horas.

A chegada de uma enfermeira com um medicamento líquido para ingerir e mais um frasquinho de nolotil a ser administrado via cateter aplicado no momento, deu-nos a ideia que estávamos quase a desabulhar dali; mas não, porque depois de acabado o nolotil houve mais uma secção de RX desta vez para confirmar que a dificuldade em respirar não tinha que ver com costelas fracturadas nem deslocadas.

Tudo não era -não é- mais do que uma forte contractura muscular.

Atingidas que foram as sete horas de permanência, fomos finalmente libertados!

Isto foi o que nos aconteceu, doloroso para ela que não para mim.

Mas não quero deixar de relatar o que vi durante aquelas sete horas:

A equipa de médicos acompanhando atentamente os doentes, incluindo alguns problemáticos (esquisofrénica uma, alcoólica outra) que na recusa em seram tratadas chegaram a agredir a médica que insistiu na aplicação dos tratamentos; e a equipa de enfermeiros/as que não paravam de prestar assistência a todos os que ali estavam e que seriam para lá de 50, em crescimento porque as entradas de novos doentes eram mais do que a saídas dos recuperados. E os auxiliares que numa roda vida (enfim, uns mais do que outros), atendiam a todas as solicitações

Foi uma quinta feira muito penosa e desagradável, como são todos os dias em que a nossa saúde não está bem.

Melhores dias virão; têm mesmo que vir ou então isto vai ser, cada vez mais, uma grande chatice!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D