Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

HERRAR É U MANO?

Ainda sobre o acordo ortográfico...

Não sei porque foi acordado este novo acordo.

Ouvi muitas explicações e justificações para fazer valer a sua adopção mas não ouvi nenhuma que considerasse credível de modo a apontar à real necessidade das alterações que se verificaram. E as diversas opiniões contrárias, também não foram esclarecedoras para mim! Aliás, até se torna confuso pois não já não distingo entre o tal fato e facto.

Tivesse eu sublinhado “ato” e o que escrevi no “post” anterior já faria mais sentido, digo eu…

A explicação de que a língua é viva e que por isso é passível de sofrer alterações ao longo do tempo, neste caso não me convence já que não se tratou de uma evolução natural mas de uma imposição artificial cuja finalidade não é esclarecedora.

Sou burro? Admito! Afinal se tantos e tão ilustres cérebros consideraram que o acordo devia ser acordado quem sou eu para por em dúvida tal coisa?

Porém, se não se importam, vou continuar escrevendo como até agora tenho feito, que foi como aprendi, e sinceramente não estou preocupado em mudar.

Não será por isso que a língua portuguesa será menos viva!

ilustração copiada de: http://profactiva.wordpress.com/

(ainda) SOBRE O ACORDO ORTOGRÁFICO...

Falando sobre o assunto e porque não concordo com a coisa, e porque não encontro justificação para tal acordo (quem sou eu) e porque sou teimoso que nem um burro, e porque não me dou por vencido, continuo na minha:

não vou por aí!

Disseram-me então que as consoantes mudas desapareceram e que no final "tudo se resume" a escrever-se conforme soa; e deram-me este exemplo:

» fato tanto dá para vestir como designar um acontecimento.

Ah sim? Então se é para escrever conforme soa, soou-me este diálogo:

-Hoje fiz uma boa há são.

-É pá, essa é boa...

-uuuuvvv, se é boa...

 A São é...

boa, muito boua {#emotions_dlg.sarcastic}

 

这个博克不是为销售

这个博克不是为销售

 因为汉语

是看它的后的i意向与其他注视,并且了解,因此我必须为与那i能显示的最黄色的微笑的入侵准备。在案件!

peço antecipadamente desculpa pelo "meu" chinês (que pode) não estar correctamente escrito, (o mesmo não se pode dizer da pronûncia: praticamente impecável).

confesso que me vi grego para escrever isto!{#emotions_dlg.lol}

DIA D'AZAR NOITE DE SORTE?

Dizem que é um azar do caraças uma 6ª feira 13, um gato preto visto pela manhã atravessando à nossa frente, passar por baixo de uma escada, sentar-se em cima de um chapéu, quebrar um espelho, ouvir um cão a uivar, cortar as unhas à noite, vestir ou calçar o lado esquerdo antes do lado direito, etc., etc.!

Acho que não há "ciências" exactas e não acredito nestas pré-disposições para azares quotidianos.

Todavia, sei que sendo esta uma data poucas vezes repetida em cada ano, dá "direito" (de cada vez que isso acontece) a um jantar comemorativo especial como sucede lá para os lados de Montalegre/Trás-os Montes, e também por outros lugares.

Ou seja, um dia de azar acaba numa noite de sorte de comes e bebes, de alegria e "combíbio", sobretudo se a nossa carteira não for chamada a participar.

E se for?

Que esteja provida dos necessários €uros, que é para não haver azar...

ilustração copiada de: vmensagens.com

 

 

QUAL ENVELOPE?

O envelope! Qual envelope? O envelope...

Qualquer semelhança entre a situação e o diálogo dos Gato Fedorento, não é seguramente uma coincidência. Porque a situação foi real à qual tive oportunidade de assistir; foi assim:

Eram 15 horas de ontem 11 de Janeiro; muita gente num atendimento da Seg.Social; uns esperando "vez" e outros esperando que ainda conseguissem "vez" pois não havia a certeza de haver tempo para atender toda a gente até às 16 horas.

Até aqui..., enfim, compreende-se!

Chega um gajo para entregar um documento (declaração, reclamação, ou outro? não cheguei a saber).

-Para entregar este..., também é preciso senha?

-Pois claro. Ninguém é atendido sem a senha.

-Mas ainda haverá senhas?

-Não sei; tem que esperar..., mas mostre lá o qué!

-É este...!

-Mas não pode entregar assim; tem que meter num envelope...

-Num envelope? Um qualquer?

-Não, não; um envelope próprio dos nossos serviços.

-Ah...

-Mas hoje não pode ser porque estão esgotados.

-Como?

-Estão esgotados; já estamos à espera deles desde a semana passada; com "isto" do fim do ano atrazou-se tudo...

-E quando é que vêm os envelopes?

-Não sabemos. Pode ser a amanhã ou depois...

-E como é que eu faço?

-Olhe, vá passando por cá...

Foi o máximo a que consegui assistir. Saí para a rua para poder rir à vontade!

Porque uma situação destas é digna de um filme (de Jacques Tati por exemplo) e não de uma realidade. Mas foi assim que aconteceu!

OS REIS MAGOS...

...são 3, sem contar com os camelos! 

E puseram-se a caminho,

cada um em seu camelo,

para verem o menino.

-Sabes o caminho?, pergunta o Belchior.

-Não. Eu nunca fui para esses lados, responde o Gaspar.

E diz o Baltazar: seguindo aquela estrela acho que é o melhor!

-Qual estrela, pá? Voltaste à coca?

-Não voltei nada à coca, pá.

-Ai não? Atão onde é que vês a estrela se tá um nevoeiro do caraças?

-Acabem lá com isso, diz o Belchior; a gente pergunta a quem encontrarmos.

-Eh malta, parece que tamos lixados que estes gajos nem sabem para onde vão, diz um dos camelos.

-Calma, responde outro camelo, calma que a gente não tem pressa; temos até ao dia 6 para lá chegar!

Andaram, andaram até que chegaram onde estava o menino.

-És tu o menino?, perguntou o Baltazar.

-Oh Baltazar tás a falar com a vaca, pá; e depois diz que não andas na passa!

-Calém-se caraças, grita o Belchior. Depois de tantos dias a vaguear pelo deserto já não tenho pachorra para vos aturar. Porra!!!

-O que dirá a gente, resmungam os camelos!

E diz o burro: o menino saiu mais a mãe mas tá ali o carpinteiro se precisarem de alguma coisa.

Veio o carpinteiro que lhes disse: não era preciso cá virem; podiam ter ficado em casa e viam tudo pela televisão; adivinhem lá quem foi o mais votado? eheheh!

2012 o ANO do FIM?

Mesmo sabendo que não vai ser assim tão bom, desejo a todos um excelente ano de 2012.

O desejar uma coisa não implica que ela se concretize! Porém como nem paga mais valias nem tributações acumuladas, e também porque se diz que a intenção é o que conta, aqui fica expressa a excelência da minha vontade!

E já agora um sublinhar a que darão a importância que merece: 21.12.2012!

Segundo “soa” por aí o mundo vai acabar naquela data!

Vai? Não vai? Sei que este ano acabará para todos os que baterem a bota! Para os outros ainda haverá a esperança de viverem (pelo menos) mais uns dias e comemorarem a chegada do 2013.

Ainda assim, vou deixar já um “post” alinhavado para publicação naquela data. Não por qualquer tipo de receio, mas “um gajo nunca sabe”, né?!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D