Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

OS ESPELHOS "MÁGICOS"!

ESPELHOS MEUS,

ESPELHOS MEUS!

QUEM É O MELHOR P.M.?

QUEM É?

QUEM É?

 

 

 


ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!Não me façam rir!

ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ESTUZÉ!ÉSTUZÉ!Não me façam rir!

ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!Não me façam rir!

ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!Não me façam rir!

ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉSTUZÉ!ÉS....!Não me façam rir!!

 

 

DESCANSANDO!

 

Este foi um fim de semana do camandro, do catano e do caneco! (ª)

Ele foram comemorações de aniversários, 3 pelo menos;

Ele foram comezainas fora;

Ele foi a derrota do Benfica com a Naval;

Ele foi a canonização do Sócrates (o engº precário, não confundir com o grego);

Ele foi o "beija-mão" dos apaniguados ao ZÈ (o engº precário);

Ele foi o ZÉ a verter lágrimas, cumovido (cumovido? isto não me está a cheirar bem);

Ele foi a confirmação de que o Almeida Santos está cada vez mais taralhouco;

Ele foi o Dr. Nobre a vestir uma camisola independente;

Ele foi o anúncio da iminente chegada do FMI;

Ele foi o Passos Coelho na Madeira "inchado" de candura e boa vontade; (outro coelho na Madeira? queres ver que é uma epidemia?)

Ele foi a baba de (quase) todos os comentadores políticos por se confirmarem as respectivas previsões à muito proclamadas;

Depois de tudo isto (e outro tanto que aqui não refiro) estavam à espera que eu hoje fosse trabalhar?

Nãããã...

Hoje fico-me! Vou iniciar um tempo de reflexão! Voumeditar!

Regressarei certamente com outras prespectivas (ou perspectivas? nunca sei escrever isto sem ficar com dúvidas).

Boa semana, pêssuau!!!!

 

(ª) relembrando as "Conversas da Treta".

§: afinal já se sabe, verdadeiramente, de quem não é a culpa?.

mês» ABRIL, dia» DEZ, hora» SEIS DA MANHÃ!

Aniversario Cake.gif
PARABÉNS maria!

Para uma amiga especial, um bolo especial. Um bolo com duas inovaçõns:

Um bolo que nunca foi feito antes e um bolo que nunca foi comido.

Gostaria de te oferecer outra coisa com maior impacto.

-um Portugal nem Sócrates, nem Coelhos...

-uma quinta em Colares,

-ou mesmo uma cesta de coisas boas e sem crises.

Mas, reconhecendo que a minha amizade é grande, reconheço igualmente que as minhas capacidades não chegam sequer para confecionar um pastol de neta, aliás, um pistol de nota... (aí a porra) um pastel de nata.

Ainda assim "construi" aquele.

Comestível? Sei la´! É uma questõn de prova...{#emotions_dlg.blushed}.

ilustração de: anaksunamoon.blogs.sapo.pt.

JÁ ...

...SAIU!!

Estas foram as primeiras palavras que ouvi quando nasci, neste dia 9 de abril às 6 horas da manhã, já lá vão uns anos.

Depois ainda ouvi estas:

-É um lindo menino!

-E é parecido com o pai...

Foi quando me deram umas porradas valentes; nem cheguei  ver quem as deu.

Desde então que detesto que me batam. Não gosto, pronto!!! é uma coisa que me chateia...

Façam favor de comemorar como mais gostarem; eu pago!!!!

Parabéns à "Cris" que à mesma hora e longitude mas em diferente latitude também saiu...

A CRISE CONTRA ATACA!

 

Lembro-me da minha avó dizer que houve um tempo em que o comércio a retalho vendia tudo o que precisávamos; lixívias e sabões, carrinhos de linha para costurar e tecidos a metro, massas, farinhas e arrozes, cigarros à unidade, vinho a copo, azeite aos quartilhos e postas de bacalhau demolhado, sem esquecer os rebuçados com os “bonecos da bola”.

Foi um tempo em que era “tudo barato” porque tudo era pouco!

Depois chegaram as grandes marcas internacionais permitindo comprar um par de sapatos de fabrico italiano ou um vestido YSL original sem sair de Portugal porque os comerciantes e afins se apressaram a representarem as marcas da moda…

Em simultâneo veio a contrafacção das tais afamadas marcas, vendidas por feirantes em tudo o que eram feiras e mercados e cujo negócio afectou o comércio tradicional.

Porque nada é definitivo, os feirantes começaram a perder clientela a favor dos ciganos os quais vendiam “tudo ao molho” e mais barato.

Estes, os ciganos, começaram a sofrer uma forte quebra com a chegada dos chineses que viram Portugal (e não só) como um óptimo local para expansão do seu comércio.

Só faltava mesmo era ouvirem-se os chineses a queixarem-se porque as vendas cada vez estão mais fracas e os cliente cada vez são menos, por culpa das lojas chinesas que cada vez são mais e que deixam os negociantes de olhos em bico!!!

Será surpresa se voltarmos a comprar cigarros à unidade, azeite aos quartilhos ou bacalhau à posta??

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D