Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

TRÊS ANOS

Hoje é o dia do meu terceiro aniversário.

Quer dizer que já ando nisto mais tempo do que inicialmente perspectivei. O que é bom! (parece-me).

Só lamento é que o gajo (o preguiçoso) que tem obrigação de me “alimentar” passe dias sem o fazer. É certo que de uma cabecinha como a dum Kok pouco se pode esperar pelo que a desilusão não é muita.

Mas o gajo devia ser mais assíduo. Lê muito mas escreve pouco.

 

 

 

Neste dia fiquei a saber da morte de Denis Hopper.

Morreu hoje! "Conheço-o" desde o filme "Easy Rider",

que foi também realização sua. Não vou esquecer!

 

 

FAVAS GUIZADAS

Que tempo este! Ontem um dia de sol que aproveitei num passeio. Hoje baixa de temperatura, céu nublado e uma preguiça enorme. Para aliviar o stress fui cozinhar. Umas favinhas guizadas.

E não é para me gabar, mas estavam tão boas que até as comemus.

AS VIZINHAS (II)

À mesa do café estão as três vizinhas.

A D. Arlete (a gorda), a D. Olga (a mamalhuda) e a D. Judite (a “Ju”, que é gaga e surda do ouvido esquerdo; anda sempre de boina).

-Não gosto nada deste tempo.

-Nem eu. Tanta chuva, tanta chuva…, vê lá tu um tempo destes em Maio!

-É um horror. Não chegavam as cinzas lá da Miranda? O mundo está cada vez pior…

-Anh?

-AS CINZAS DO VULCÃO! E A CHUVA! OUVISTE???

-Ah!, ôôôvi ôôôvi…

-Estou cansada de estender e recolher a roupa da corda. E nunca mais está enxuta.

-A minha está estendida à há mais de dois dias. Quando estiver seca, está!

-Anh? O que o que é que está esteeeendido? Anh?

-Oh Ju, liga o aparelho e cala-te…

-Quem eu vi ontem foi o filho da coisa…

-Ai ele está cá agora? ele não está emigrado na Holanda?

-Deve estar de férias, sei lá!

-Fff filho de qquem?

-Daquela manicure que…

-Anh?

-Da Aurora manicure.

- Ah! A ppppu…

-Xiu! Cala-te Ju!

-Anh?

-CALA-TE! XIU…!

-Cccaaaaraças nnnuncamedêêêixam falar…

-Mas ele sempre se casou com a filha de Genoveva?

-A que vendia peixe na praça?

-Pois, essa mesma que era amante do Amadeu das hortaliças…

-Mmmas o Amaaaadeu não mmmmmorreu?

-Pois morreu. Ela foi amante, mas foi antes dele morrer.

-Pois claro.

-Anh?

-Acho que a filha dela juntou-se foi com o…

-Anh?

-Òh Ju, liga o aparelho.

-Anh?

-LIGA O APARELHO, PORRA!!!

-Nnnão é preccciso griiitar.

-Credo Ju, cada vez gaguejas mais e ouves menos. Diz a coisas a cantar. Ou então cala-te!

-Caada vez oiço piiior. Vou ligar o apa o apa o apaaarelho.

-Até que enfim. Bem mas voltando à conversa…

-Quququal conversa?

-Òh Ju, cala-te e ouve.

-Bem mas dizia-mos que ela se juntou com o filho do padeiro...

-Pois foi; e levou o miúdo, o filho daquele marinheiro sueco que emigrou para o Canadá.

-Ela ainda ficou na ideia de também ir para o Canadá.

-Sabe-se lá para onde é que ele foi! Disse Canadá só para se ver livre dela.

-Ca ca

-Xiu!

-Caraças nnn nnn nunca me dei… me dei… me deixam falar…

-Porra Ju, bebe o chazinho e cala-te!

-Anh?

Já estava cansado. Paguei a bica e pirei-me. Livra…

ESTES TURCOS...

Ao princípio até me pareceu que era a Diana Chaves a cantar em Turco. Afinal não, mas que é parecida, é! Aconselho a ouvirem e também para aprenderem como se faz um "manguito" em Turkez. Felizmente que para apreciar música não é absolutamente necessário saber a língua em que é cantada uma canção. Boa semana e não desesperem que para o próximo fim de semana só faltam 3 dias...

FEIRA DO LIVRO 2010

Contrariamente a anos anteriores, hoje fui à feira do livro.

É de assinalar unicamente porque tenho o hábito de só lá ir nos últimos dias (ou noites), sem qualquer propósito especial; ir quase na abertura é uma estreia mundial.

Calor, vento, muita gente e carradas de livros; e também autores para autografarem as respectivas obras; em alguns notei “cara de estarem a fazer um “frete” por passarem uma tarde rodeados de gente que não conheciam e com quem tinham a “obrigação” de conversar ainda que durante breves momentos.

Não foi o caso de Deana Barroqueiro (autora de: O espião de D.joão II). Uma simpatia! Acredito que se eu não iniciasse as despedidas certamente que ainda agora estaríamos a conversar.

Havia um movimento significativo de gente a comprar e eu sem me exceder lá comprei uns quantos livros; mais precisamente oito. E outros tantos ficaram-me “debaixo” de olho. É natural que lá volte um dia destes; ou uma noite…

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D