Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

BOM NATAL

1 BOM NATAL PARA VOCÊS TODOS, AMIGOS QUE AQUI VÊM DAR-ME UM ALENTO, DEIXAR UM CARINHO OU ACRESCENTAR UM DISPARATE A COMPLETAR OS QUE EU SEMPRE DIGO.
A TODOS DEIXO-VOS “AKELE ABRAÇO”!

OS BEIJOS SÃO SÓ PARA QUEM OS QUISER...!
Ah! O velho, (este)
antes de ir para o Brasil ainda teve tempo de deixar o que se segue:

à SISSIpara cavalgar quando quiser!

àSUMMERuma casita nas Malvinas!

ao NCKum sócio para o ajudar a vender os extintores!

àVIPuns cigarros especiais. (foi uma trabalhêra arranjá-los)!

à WEBpara escolher sem restrições!

à BApara kikar quando e quem lhe der na veneta!

à SPRAYdiversas mudas de "penteados"!

ao SOPASum amigo para o acompanhar em qq momento!

ao SNIPERuma cadeira à realizador para "snaipar" à vontadex!

à KUAKnão uma flor mas A ILHA DAS FLORES!

à GOTINHAum conjunto de top's...!

à Patinhauma viagem às ilhas Cayman!

ao V Mo bébé dormindo para que ele tb possa dormir!

ao JIMMYpara que não te falta a música!

ao KNOPPIXpara melhorares o teu penteado!

ao JUCAa professora dos teus sonhos; doidona!

à KAROXINHApara vires ao contnente quando quizeres!

à NOBITApara iniciares "à manêra" o teu novo projecto!

ao JARDIMo modelo que te faltava!

E agora portem-se bem, que é como quem diz: portem-se mal mas com juízo. Pode ser que eu volte, mas não prometo!

Merry xmas!!!!

CASOS (1)

Se não fosse trágica a situação das pessoas envolvidas, o caso seria certamente uma comédia. Correr para Portugal na espectativa de entrar na Europa rica?! Eheheheh!!!

Refiro-me ao caso dos marroquinos que "deram à costa" em Olhão!

Dir-se-ia que o desespero em que estavam lhes toldou o descernimento e quizeram entrar em Portugal para uma vida melhor...!

Oh valha-nos deus...!

É trágico que pessoas prefiram correr o risco de morrer no mar, na esperança de encontrar algo que não seja tão mau como o que têm, do que  permanecer na sua terra onde as raízes familiares, culturais e outras os deveriam "prender".

Tantas cimeiras de nível mundial para quê? Oh sorte malvada!

CARTA AO PAI NATAL

Pai natal, eu gosto muito de ti. Tu és bué da nice.
Eu quero que me dês muita coisa neste natal porque eu sou muito bonzinho e faço tudo o que os meus pais querem e também faço o que eles não querem que eu faça, mas eu faço.
Tens que me dar uma play station 3 mas sem o meu pai saber para o gajo não ma tirar para jogar sozinho. E também quero daqueles jogos que se vêm gajas nuas.
E quero que me dês um comboio electrico e quero que me dês outro comboio electrico daqueles que fazem muito barulho e deitam muito fumo que é para chatear a velha da minha avó que tem asma e que tósse que’mó caraças cada vez que há fumo lá em casa.
E quero uma pista de carros electrica, já avariada, que é para enganar o meu pai que eu já sei que não me deixa brincar com ela, se estiver boa, que é para eu não a estragar.
E quero também daqueles ratos de corda, que parecem mesmo ratos verda-deiros, que é para assustar a empregada cá de casa que se farta de gritar quando vê baratas e que quando vê ratos sobe para as cadeiras e levanta as saias e o meu pai começa logo a gritar: olha ali outro, olha ali outro…
E quero também um martelo, daqueles martelos que são mesmo martelos, que é para martelar nas cabeças das bonecas da minha irmã Vanessa, e que ficam todas torcidas e com os olhos todos de fora e a minha irmã Vanessa farta-se de gritar: oh mãe, olha ele! Oh mãe, olha ele…!
E também quero um urso de peluche, daqueles ursos bué de grandes, que é para eu rebentar em cima da alcatifa e ficar tudo cheio de espuma e serradura que é para a minha mãe ficar chateada e ao berros com toda a gente, e a minha avó começar logo a tossir e a urinar-se, e a minha irmã a chorar, e o meu pai a sair da casa de banho em cuecas e mandar todos à merda, e a empregada com a vassoura e a pá nas mãos, e eu à rasca para abrir a porta e basar…
E quero muitos rebuçados e caramelos daqueles que se agarram à placa da minha avó e que depois ela se vê à rasca para mastigar.
E também quero muitos berlindes para os espalhar todos pela casa que é para toda a malta se estatelar ao comprido e dizeram asneiras uns aos outros.
Muitos beijinhos para ti e para as tuas renas.
E se não me deres tudo o que eu peço já não gosto de ti e quero que as renas te dêm uma grande marrada e tu caias pelas chaminés abaixo e que tu te lixes e que partas os cornos. Zeka.

        

200 DIAS e NOITES

29.Maio a 15.Dezembro de 2007: Completam-se hoje 200 dias/noites que este blog foi aberto, com dificuldades tremendas e por tentativas diversas já que o autor (eu) olhava para isto como boi olha para palácio.
Valeram-me os incentivos de alguns tantos que aos poucos viraram amigos, ainda que virtuais mas amigos.
Por isso, pretendo comemorar, e começo com vocês:

Sissi: foste (és) a principal razão de eu estar aqui, porque me prendeste à sala possibilitando-me assim”apanhar” todos os outros que se seguem! Sorte minha! Quase se pode dizer que foste a minha criadora. Por isso um enorme obrigado e uma remessa de beijos…! Viva o SLB
Summer: porque se não fosse o “puré blherke” talvez nunca tivéssemos acen-tuado um melhor contacto que eu muito prezo e estimo! B&B e Viva o SLB
NCK: a ti que és o principal responsável pelo nascimento deste blog tenho que dizer que tu és igualmente “um estiloso” à maneira!!! Que me empurras-te para um campo onde agora de divirto. Quem me visita já sabe a quem reclamar caso não gostem do que lêem/vêem aqui. Todavia sempre esperamos que as nossas ideias não sejam só frases em paredes que poucos lêem/vêem e logo esquecem. (esta é um bocado repuxada, né?) Akele abraço! Viva o SLB
VIP: (que esbofeteou o obstetra à saída da sala de partos porque não lhe deu um cigarro), (oops, não era para contar?), quero dizer que foste uma Amiga e só foi pena que …; mas (sabes), isso não diminui a minha amizade para contigo e é sempre com prazer que te leioViva o SLB
Monika: (que tem uma cadela de focinho achatado e que eu apelidei de pata) e que foi a quem primeiro confessei as minhas “tendências literárias “ (eheheh), e que me manifestou um carinhoso “fonix” ao saber o custo da “fazedura” dum livro. Beijos (também) pela tua solidariedade. e Viva o SLB
Antonio115/Granelandia: (o juca) tenho a agradecer o teres-me mostrado o que se pode fazer num blog. Como estou ainda na 1ª classe da primária, cada coisa nova é um deslumbramento! E é evidente que o amigo Alves é o Amigo Alves. Um abraço e… inté! E Viva o SLB
Jimmy: tenho a agradecer a boa vontade que me dispensou/dispensa de cada vez que estou entalado (salvo seja) com esta geringonça! A visita à catedral continua em suspenso…! Um abraço e… Viva o SLB
Kuak: declaro-te a minha sincera amizade e respeito quer pela tua lamechice, quer pelo, (que pressinto), teu modo de estar. És (concerteza) daquelas pessoas com quem temos prazer em estar e falar. Beijos por tudo isso e também por me aturares, claro! (viva o slb).
Web: que me kikou uma vez e depois me proibiu de enviar beijos tendo todavia permitido que lhe mandasse 1 bye bye (que verdadeiramente já são 2 bye) deixo igualmente o meu Obrg. E já agora…. + 1 bye! Viva o SLB
Knoppix: apreciaria mais o teu blog não fosse o teu empenho portista (eheheh), mas ainda assim gosto dos teus post’s! Sou incondicional pelo humor (aussi que pour l’amour), e quanto mais subtil mais aprecio! Akele abraço! (viva o slb).
• Bem, parece-me que estão todos…! Hein? Está a gotejar? Gotinha: claro que também és uma das responsáveis pela minha permanência na sala, de onde igualmente a tua responsabilidade pelo blog. Não são só os teus ombros alvos de neve que me prendem; é a tua sempre boa disposição e o teu sentido de humor para com os diálogos que vão surgindo. Com (bués) de beijos tenho ainda umas coisitas a dizer-te: 1-usa mais vezes Top’s; 2-(informação) o stress já teve alta do hospital! (eheheh) (viva o slb)
_Ba_: pk me kikas tantas vezes? Mal entro, ainda não estou bem sentado e…pumba, lá vou eu! Da última vez inté bati ka mona no pxixé. Viva o SLB!!

Agora que todos sabem quem são e porque são, façam todos o favor de entrar e servirem-se, que as mesas estão prontas e outros convidados já chegaram. Não há cadeiras mas há almofadas.

Beijos para kem kiser e abraços aos outros! (e 1 bye).
   

ESTE ANO NÃO HÁ PAI NATAL

Segundo os rumores que circulam por aí, e que já têm repercurssões no comércio tradicional, o pai natal este ano não vai aparecer para entregar as prendas.
A confirmar-se esta situação, inédita desde há bué de anos, vai ser uma cena do caraças…
As polícias internacionais já investigam o assunto e, ainda que sujeitas a confirmação posterior, já adiantaram algumas hipóteses que passo a referir:
1. As renas queixaram-se (finalmente) às soc. protectoras dos direitos dos animais, exigindo um motor fora de borda para o trenó, poupando-as assim de andarem a carregar os presentes e mais o velhote, que cada vez está mais pesado, bem como um novo e melhor horário de trabalho;
2. o trenó, atingida a idade da reforma, rumou ao Thaiti na concretização de um sonho: se foi bom para o Gauguin, também o será para mim;
3. o velhote levou um soco do treinador num jogo de futebol entre veteranos;
4. o Bill Gates lixou-lhe o negócio, efectuando as entregas por e-mail em menos de 24 horas e durante todo o ano;
5. o velhote ouviu o disco do Zé Cabra e teve uma síncope;
6. o fato vermelho já não lhe serve;
7. “passou-se” para o chineses, abriu uma loja de bric-à-brac e está a “encher-se” de dinheiro, tendo em vista comprar uma ilha na arábia para montar um harém onde ganhará mais dinheiro pelos favores sexuais a europeus e americanos (os ditos cámones);
8. viu um sapo, beijou-o para que se transformasse numa linda rapariga mas inverteu a feitiço: o sapo transformou-se num político corrupto e ele (o pai natal) transformou-se em sapo;
Todas estas conjecturas carecem de confirmação; em concreto nada se sabe!
Késsdizer: as polícias não sabem mas aqui no galinheiro do Kok não andamos a dormir e sabemos que a mulher do Pai Natal têm andado a aguentar a coisa para que todas as crianças recebam uma prendinha; mas este ano passou-se.
A rena principal, (creio que se chama Rudolfo, e suspeita-se que seja um travesti, pois quando nasceu era uma cabra nos Alpes), foi contar à mulher do velhote que ele durante anos pagava a uns gajos para irem entregar as prendas enquanto ele passava a noite num bar de strip, gastando dinheiro em “lapdances” e snifs de coca!
O Pai Natal sabendo disto, partiu os cornos ao Rudolfo e fugiu para o Brasil com a mulher do Tibério, de quem já tem um filho que é trolha da construção civil;
Por isso, quando encontrarem um velho vestido de vermelho com um sino na mão e gritando: oh, oh, oh, dêem-lhe uma castanhada e chamem a polícia; é seguramente um oportunista, um vigarista.

OH PAH...! (3)

Isto assim não está bem!

Eu acredito não ser lá grande coisa, mas porra esta assiduidade é demais!

Ok, eu sei que "se olharmos para o lado" sempre encontramos pior; contudo penso que já poderia calhar a outrem!

E toda esta lenga-lenga só para vos dizer que cheguei agora do hospital onde a galinha uma vez mais teve que se apresentar para uma sessão de soro, tudo por culpa do sacana do fígado (dela) que pelos vistos nem para foie-grass já serve!

Isto não quer dizer que ela tenha maus fígados, evidentemente!

Bem, vou-lhe aconchegar a roupinha e acreditando que amanhã já estará melhor.

Amanhã quero cá estar, mas agora vou deixar aqui uma coisita que tempos atrás fiz para ela.

VAMOS…

Vamos despenhar-nos neste momento!
Vamos despenhar-nos a cada momento!
Mergulhar numa paixão, num desejo,
Numa floresta ao pôr-do-sol...
Vamos naufragar nesse sentimento.


Mergulhar nos teus braços roliços,
Nos teus lábios macios,
Nos teus olhos bravios,
Me deito e me afogo!
Em ti, finalmente, vou repousar!
Vou viver, vou sofrer, vou amar!

Sonhei-te em noites várias;
Em todas as horas do dia.
Beijei-te em tempos! Em Eras!
Que noutros tempos já eras
A minha melhor fantasia.

Pronto, agora vou indo. Inté...

QUE RAIVA !!!

Tantas vezes afirmam que as instituições de solidariedade social estão ou vão estar na falência, que acabamos por acreditar que é verdade!
O que nos lixa é saber-se que há quem receba milhares de euros de reforma mensal; afinal a falência “conhece-os” e desvia-se?
Eu, que não sendo esperto por aí além também não serei dos mais parvos, penso que é uma vergonha para um governo ser necessário que um deficiente motor se habilite a um record do guiness para assim ser possível a angariação de euros suficientes para a aquisição de 2 cadeiras de rodas para que duas irmãs, igualmente deficientes motoras, possam ter alguma mobilidade!
Não ponho em causa o recordista Sr. Mário Trindade; o que aqui pretendo deixar expresso é que o estado tem/deve ter a obrigação de proporcionar a quem precisa, as condições necessárias para uma vida digna, que incluam os familiares mais próximos.
• Não basta que os cidadãos defendam a pátria;
• Não basta que paguem os impostos e demais contribuições em tempo;
• Não basta que aumentemos a natalidade, ainda que em condições precárias de saúde, económicas e sociais;
• Nada disto basta para que sejam proporcionados aos que (ainda) menos podem, uma existência digna!
Todavia esses mesmos governos dispõem-se a gastar milhões em obras de “encher o olho”, com a maior desfaçatez.
Que raiva!

COINCIDÊNCIAS...

Ele há cada uma que até parece mentira; mas não é!

Às vezes passamos meses, ou anos, perto de uma pessoa que é colega de trabalho, ou viaja no mesmo horário que nós, ou encontramos todos os dias no mesmo café, ou... sei lá que mais; e durante todo esse tempo pouco sabemos para além do estrictamente necessário.

De súbito, e por uma casual frase ou gesto verificamos que afinal há mais qualquer coisa que nos liga: já fomos vizinhos, casámos com uma prima dessa pessoa, os pais eram amigos e pescadores..., enfim, coincidências em que eu não acredito muito, apesar de já me terem acontecido algumas.

Vem toda esta lenga-lenga a propósito de ter encontrado uma amiga com quem quase partilhei um berço; ou pelo menos o berçário pois que nascemos à mesma hora, com uma diferença de 24 horas...(sem atender às idades).

Temos estado em contacto há já algum tempo, umas vezes diáriamente e outras nem tanto, mas só esta noite e por frases saídas à tôa soubémos de tal facto.

É claramente uma grande coincidência, tanto mais que não era suposto alguma vez contactarmos, e contudo...!

Vamos continuar a partilhar o "open space" e sempre que possivel beber um capuccino ou comer um gelado.

   

QUANDO EU NASCI

Nasci de madrugada,
Numa manhã radiosa
Numa noite esplendorosa
De um dia em Abril.

Eu estava lá e lembro-me
Da bata branca da parteira,
Que era loira e bem jeitosa
E a quem palmei a carteira.

Pouco ganhei com o acto
Pois que ela, coitada dela,
Com dois filhos e seu cargo
E o marido na gamela ( 1)
Pouco dinheiro trazia
Para as compras desse dia.

Eram quase 100 escudos
Que (hoje) pagaria um café
Se não lhe mudasse de preço
O dono do estaminé!
Um labrego de bigode
Que é coxo de um pé
Por ter sido atropelado
Quando andava no pagode ( 2)

Ainda hoje ela se queixa
Por não saber como foi
Que naquela madrugada
A linda carteira de pele
Da sua mala fugiu!
E quem foi? Ninguém viu… 


(1) Prisão

(2) Desbunda, rapioca, festa, copaneira

VIVA O SLB

 Este Post vai com dedicatória a um "despenteado" que anda por aí, todo inchado que até parece um PABON!!!, só porque ganhou ao GLORIOSO por um escasso, repito: escasso, 1 a 0.

Afinal, ganhar ao Glorioso SLB é quase como ganhar o campeonato, ora diz lá que não...!!!

 

Mas por mim, estás à vontade e também combinado para esvaziar uma remessa destes recipeientes:

 

Akela abraço, pah!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D