Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

CHOCOLATES

Hoje tive acesso a um texto que, entre outras coisas, diz o seguinte:

Há 500 anos já os Aztecas utilizavam a essência de cacau em banhos relaxantes...

O chocolate constitu um dos ingredientes estrela da nova cosmética...

... em contacto com a pele ou as glandulas olfativas, estimula a libertação de endorfinas que são as mesmas que se activam quando estamos apaixonados e que produzem uma sensação de euforia e prazer...

O banhos de chocolate quente afastam o mau humor  e nutrem e fortificam o corpo e o espírito.

Também as massagens hidratam e são um precioso aliado contra a celulite...

Este artigo nada tendo de extraordinário, prendeu contudo a minha atenção.

E a razão para tal é esta: uma amiga é completamente fixada em xiklat, e come-os sempre que pode, chegando mesmo a subtraí-los á socapa durante a noite da árvore de natal.

Não sei se ela já sabe disto, mas nada me impede de imaginar que adira a um banho de xiklat. Será que depois se decide a bebê-lo???

ÚS DESCARTÁVEIS

Ainda alguém tem dúvidas sobre a evolução das coisas?
Quando, a propósito da reciclagem, eu afirmei que até o papel higiénico haveria de ser reciclado, fui agraciado com uma risada geral; pouco tempo depois um hotel em Berlim anunciou isso mesmo e aí já ninguém ousou rir,
Vem isto a propósito de um facto ocorrido hoje, num congresso, quando uma das congressistas se queixou de já lhe “doer o rabo” (palavras dela), por estar muito tempo sentada.
Ora, não havendo congressos à la minute, a solução terá que passar necessariamente por “rabos” descartáveis os quais seriam acompanhados por literatura explicativa de modo de usar, prazos de validade e garantia por tempo determinado de acordo com a lei.
Termos de uso
• Para sentar, poderiam ser utilizados 24 horas seguidas (mínimo), sendo no entanto possível uma semana seguida, com manutenção adequada.
• Para quaisquer outros fins, substituição imediata após a respectiva utilização.
• Validade dependeria do modelo adquirido.
• Garantia segundo a lei, mas nunca menos de 2 anos por cada rabo.

Modelos à escolha
Existiriam modelos diversos cada um com as suas características, bem como vários tamanhos e cores, evidentemente.
1. O modelo básico constituído por duas nalgas tendo o buraco que ser feito pelo utilizador.
2. O modelo advanced já viria com o buraco incluído (seria só aplicar) e uma pequena borbulha como acessório decorativo.
3. O modelo extra-advanced incluiria um adaptador para melhor ajuste, tanto em largura como em altura, três borbulhas e um pelo encravado entre duas das borbulhas. O buraco já viria aplicado e seria, obviamente, maior!
4. O modelo de luxo comportaria ainda um canivete suisso multiuso, uma esferográfica recarregável, um bloco de postits e um ipod; ah, e ainda um buraco extra, precavendo a perda do outro.

                                            

Tamanhos
S, M, L, XL, XXL. Mas aceitariam encomendas para tamanhos maiores.
Prazo de entrega: 24 horas após recepção do respectivo pedido.
As decorações seriam escolhidas do nosso catálogo pelo cliente, sendo que iriam desde motivos bélicos, fauna africana ou outra, paisagens marítimas e também flores e borboletas e passarinhos, e etc. decorações pessoais também seriam aceites, claro!

 
Já estou imaginando filas de coloridas prateleiras cheias de cus de várias cores e tamanhos, cada um com as suas decorações, qual delas a mais apelativa e sedutora.
Já estou imaginando os cus a serem comprados nas épocas festivas, como prenda para amigos e familiares.
Já estou imaginando, no Natal, as chaminés e os pinheirinhos natalícios cheios de cus.
Já estou imaginando, nas feiras, os pregões dos feirantes: é só 5, é só 5 euros cada cu…; é pó menino e pá menina, só 5 euros…
Já estou imaginando as promoções: pague 2 cus e leve 3.
Já estou imaginando os saldos: logo pela manhã tudo ao molho para agarrarem tantos cus quantos puderem e a saírem das lojas com sacos e sacos cheios de cus.
E os antiquários? Isso então…; já os estou imaginando à bulha para adquirirem um cu com cem anos, ou mesmo mais…, sobretudo se tiver tido pouco uso.


Não sei qual vai ser o meu futuro; mas se tiver quem me ajude talvez que o meu destino sejam os cus descartáveis.
Ou os rabos, nas palavras da congressista.

A PROPÓSITO DE...

...caminhos que se podem ou não escolher, e dos que finalmente seguimos:

PORQUE CORRO

Porque corro nesta terra,
Sem norte e sem destino,
Sem nada ver nem sentir,
Sem nunca te ver sorrindo?

Porque foges de mim à noite,
Tapando teus sentimentos,
Correndo campos além
Entre choros e lamentos?

Porque nos tiram, amor,
Felicidade e carinho,
E só nos deixam a dor
Para o resto do caminho?

Porque somos tão pequenos
E nada temos de nosso
Nem nos deixam respirar!
Sem medo e sem temor
Vamos partir! Viajar!
Pr’a outra gente ver;
Pr’a noutra terra amar!

HOJE

fui às compras!

Nem sabia o que comprar mas fui; e a primeira montra que vi mostrava bué de langeries, em transparências rendadas. Gostei de ver, mas não era exactamente o que eu queria. Aliás,penso que não me favoreceria por aí além...

Depois passei por uma adega onde haviam promoções de vinhos da beira e da estremadura, e também do ribatejo; mas ainda não era bem isto.

O oculista não me seduz pelo que finalmente entrei numa loja dos chineses na espectativa de encontrar algo interessante e barato.

Interessante sim, logo à entrada da loja uma chinesa toda jeitosa, de mini saia, capaz de me pôr, a mim,  os olhos em bico; mas estava lá ao lado um chinês mal encarado a dizer-me umas coisas que não gostei (?) pelo que passei à frente, embrenhando-me na loja.

Vi de tudo, desde sapatos a chapéus, ferramentas e quadros, roupas e toalhas, e mais, e mais, e mais...

Comprei:

  • um pequeno Buda em resina de cor grená que está aqui a olhar para mim enquanto escrevo;
  • um estojo de ferramentas de que não preciso;
  • um carregador de pilhas, que já vi que não funciona;
  • uma trela nova para o meu cocker, que também não precisava:

E tudo isto porque, certamente por coincidência, de cada vez que eu olhava para a chinesa o chinês estava a olhar para mim e foi-me seguindo os passos por toda a loja.

Estes chineses são mesmo desconfiados. Vêem as coisas com outros olhos, é o que é!

E pronto, foi a minha aventura de hoje!

OLÁ

De volta ao blog ! ! !

Lamentavelmente estive impedido de por aqui passar durante uns tempos.

Mas como o impedimento já lá vai... (estive a limpar o galinheiro para me candidatar aos fundos da UE e modernizar esta coisa, a saber: uma area residencial; uma zona de "combíbiu" e lazer; zona  de restauraçon junto às (3) piscinas; e uma area livre para onde todos os dias será jogada uma diversidade de grãos (milho, trigo e outros), para que as galináceas possam esgravatar com afinco e prazer), conto ir por aqui deixando umas histórias bizarras.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D