Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

PERDIDOS & ACHADOS

Foram encontrados num acesso pedonal a este blog os objectos acima mostrados que estavam envoltos numa blusa de boa qualidade onde faltam alguns botões; serão entregues a quem provar pertencer-lhes!

É favor mencionar a cor da blusa e quantos botões faltam.

QUASE PERDI...

   ....   UM AMIGO

Um amigo meu (velho, mais de setenta anos), foi de urgência para o hospital.
À chegada, disse-lhe o médico: mais meia hora e ficavas-te!
Que raio de fim, para quem anda trabalhando e labutando à mais de sessenta anos.
E todavia, para quem nunca se preocupou com a alimentação, preferindo fritos a grelhados, feijoadas e carnes de porco fritas em banha em vez de saladas e outros, é natural que súbita e repentinamente “encoste às boxes”!
Recordo do que ele me disse dois anos atrás, a propósito de uma dieta à base de legumes cozidos, (tais como couves, nabiças, bróculos, saladas), que o médico lhe recomendou: agora mandou-me comer ervas!
Só assim! Sem mais comentários!
Não consigo evitar um sorriso quando me lembro deste episódio, apesar de me preocupar com a saúde deste meu amigo.
De facto, uma pessoa que sempre viveu, trabalhou no campo e comeu o que lhe apeteceu, que nunca nenhum médico “o ajudou a cavar um escalrracho”, como se atreve agora a mandá-lo comer ervas?!
“Ti Chico”, espero e desejo que consiga ultrapassar este último incidente, ainda que tenha que começar a comer a porra das tais ervas e que no próximo Outubro possamos estar juntos, bem disposto, comemorando mais um dos seus aniversários, a que outros mais Outubros se seguirão!
Um abraço…!

UMA SAUDADE

 

É noite lá fora
E é noite cá dentro!
As lembranças são muitas,
Os sentidos difusos,
E os meus sofrimentos
São muitos e confusos.

A noite é escura
E o dia brilhante;
A saudade é imensa
E a dor  semelhante
De quando te via
Pela praia correndo!

Noutros braços te lançavas
Em abraços bem apertados;
E em beijos prolongados
De carícias e ternos afagos.

Fugiste para longe
Para lá do horizonte
Do nosso mundo de sempre.


Deixas-te tantas paixões
Tantos amores e carinhos,
E tantas mais ilusões!

Já não somos quem fomos.
Já não temos esperanças
De ter ver regressar um dia,
Alegre, simples e amiga
De correr na praia, rindo!!
Como noutro tempo, noutro dia!

OH PAH (2)

Antes de mais tenho duas coisas a dizer:
Não sou um indefectível de José Mourinho;
Sei e aceito que é um excelente treinador; melhor ainda do que Carlos Queiroz é/foi!
Mas será que isto justifica que seja peça de abertura dos Tele-Jornais ocupando mais de 25 minutos dos mesmos, só porque “foi despedido” (??) de um clube?
Sinceramente!
Os chefes de redacção das televisões o que têm na cabeça?
E os directores acompanham este Carnaval?
Em que mundo vivemos, quando o supérfluo se sobrepõe ao essencial?
Possivelmente o mais correcto seria perguntar-me: em que raio de mundo eu vivo!
Não sei se existe um mundo melhor mas gostava que existisse mesmo e que tivéssemos liberdade de escolha!
Talvez que “a concorrência” apurasse e melhorasse o desempenho de quem detém o poder e a vontade de melhorar as coisas!
Coisas de que o comportamento televisivo acima referenciado não passa de uma “metáfora”!
§ Já haverão comboios (ou barcos, ou seja lá o que for) para Marte? Júpiter…?
Qualquer informação é bem recebida e agradecida…!!!

ESTOU TRISTE, PORQUE...

…vivo num país que ignora os seus velhos;
…vivo num país que ignora os seus doentes;
…vivo num país que ignora as suas crianças;
…vivo num país que ignora as suas artes;
…vivo num país que ignora a sua cultura;

…vivo num país que só valoriza o “agora”;
…vivo num país que só valoriza o “correcto”;
…vivo num país que só valoriza o lucro;
…vivo num país que valoriza o tacanho;
…vivo num país que valoriza o mesquinho;

…vivo num país onde o oportunismo é rei;
…vivo num país onde os “espertos” vingam;
…vivo num país onde os “vígaros” se safam;
…vivo num país onde os honestos são presos;
…vivo num país onde os correctos são depreciados;

…vivo num país que amo mas que não me acarinha!
…vivo num país que adoro mas que não me fascina!
…vivo num país que me usa e que me abomina!
Vivo num país ?

§ dedicado a todos os governantes que usufruíram “desta herdade” ensolarada!

Tenho sorte em ter Amigos!

Não sei pescar, e nunca pesquei; mas fui à pesca!
Ou melhor, uns amigos arrastaram-me para a pesca e, só por isso, fui à pesca!
Claro que não pesquei a “ponta dum corno” sendo que o único ganho foi uma noitada à beira mar, frio e vento de sobra, e como complemento uma sessão de riso e galhofa na hora do almoço do dia seguinte, tudo à conta aqui do Kok!
Burro! Quem te mandou entrares nesta “aventura”?
Os mesmos do costume: os meus amigos!
E quem melhor que os amigos para nos “forçarem ao ridículo” para depois todos nos divertirmos?

Não sei caçar, nem nunca cacei; mas fui à caça!
Fui à caça de melhores oportunidades mas o que encontrei foram oportunistas, vigaristas e demais aves de rapina que têm como objectivo lucrar com o esforço dos outros.
Nesta aventura entrei sem os meus amigos!
Não tive sucesso!
Não sei estar sem os meus amigos!

Alguém pode viver sem amigos?

Quem?

EXPERIÊNCIA

Um blog amigo pediu-me ajuda!

Eu, que sou amigo do amigo quero ajudar, mas a porra é que não sei como!

Vou deligenciar o seguinte: ligar para os bombeiros, para a policia e GNR (alô Reininho, não é nada contigo; continua descansando...!), para o meu primo que está em Faro, e sei lá eu para quem mais! Algum deles poderá ter uma solução!

Todos menos o Bush!

Ajudas deste........!?! Livra...!

Desidero,....... não desesperes!

NA MINHA RUA...

Na minha rua há um cozinheiro; há um mecânico; há um coxo; há um velho careca com dois cães; há um vendedor de tintas; há um trolha e também há duas miúdas, giras, que dormem de dia e trabalham toda a noite!
O guarda-nocturno que fazia os mesmos turnos, muitas vezes ia dormir com elas, sobretudo nos dias chuvosos no Inverno, mas também nos dias ensolarados de Verão.
Já morreu, coitado! As más-línguas dizem…, e isso que importa?
De quem eu gosto mesmo é da filha do trolha, que todos os dias anda de mini-saia a mostrar as pernas até ao umbigo e às vezes até mais acima; e então quando ela se baixa para apanhar as chaves (que deixa cair muitas vezes frente à tasca do xico), ena pá! Aquilo é que é!!!
A filha do cozinheiro é uma chata do caraças; sempre a espreitar-me atrás daqueles óculos tipo borboleta, e sempre transpirosa, a cheirar a fritos e a atirar-me pedras. Quem gosta bué dela é o filho mais velho do coxo, que é gorducho e vesgo; por acaso até nem sei se ele gosta da filha do cozinheiro ou se da filha do trolha; nunca sei para onde ele está olhando…!
Agora a neta do careca dos cães é que eu ainda não sei nada; Cada dia está diferente: umas vezes espampanante com uns grandes penteados e generosos decotes, e outras vezes de jeans, cabelos curtos, t-shirts e ténis de marca.
O vendedor de tintas não tem filhos mas é casado com uma gaja muito boa, (a Amélia) que anda sempre de saltos altos e a abanar a peidola; de tal modo que os velhos da esplanada da tasca do xico até se babam…!
O Xico já pensa cobrar “à baba” pois que de cada vez que a Amélinha passa os velhos babam-se e tremem tanto que nem conseguem segurar nos copos e beberem; entornam tudo e depois não pagam porque não beberam!
O mecânico, casado com a Alzira, é o bacano da rua; sempre pronto a ajudar a quem dele precisa. Aliás, de cada vez que o vendedor de tintas sai de viagem, nunca menos de 5 dias, o mecânico vai logo ajudar a Amélia; às vezes até passa lá o dia inteiro e outras vezes parte da noite; a Amélinha deve ter muita coisa avariada, coitada…
Enquanto isso a Alzirinha vai a casa do coxo e outras vezes é o coxo que vai a casa dela.
Se formos a ver é tudo uma malta porreira, sempre pronta a ajudarem-se e a fazerem companhia uns aos outros.

Quem está pior sou eu, sempre aqui especado e cheio de caca dos pássaros e dos pombos que me escolhem para poiso. Nem o meu cão me ajuda!

PS.: Afinal o careca tem uma neta e um neto: são gémeos…!

AO MEU PAI

Não sou esperto nem ladino,
nem sou grande espingarda;
Sou menos que um menino
Que aprende a tabuada.

Pudesse eu e mandava
Todos às suas caminhas;
Acabariam as guerras,
As tuas, as deles e as minhas.

Se eu fosse militar
Sabia ler e escrever.
Saberia batalhar!
Mas saberia morrer?

Quando uma rosa aparece
No meio dum roseiral,
Logo outra desvanece
Na sombra de um quintal.

Não sou poeta, nem fui
Nem pr’a tal tenho virtudes;
Sou um qualquer “paspalhão”
Que fala de atitudes!

Ao pai que nunca vi
Por cedo ter morrido,
Quero deixar um abraço,
Um sinal no tempo, no espaço,
Onde possa ser ouvido!

Em 14/92007,  (anos depois…)!

ESTAREI CONFUSO ??

Espero que não me interpretam mal!

Pelo que já desenvolveu para além da musica, admiro o bob gelderof!

Por razões diferentes, (ou talvez nem sejam tão diferentes), também admiro o dalai lama!

O que não entendo (e a minha cabecinha de Kok nem é desculpa), é que seja melhor aceite para uma audiência com o governo português o bob em detrimento do d-lama!

Peço desculpa pela minha ignorância? Ok! Eu peço! Mas continuo sem entender...!

Quase que digo uma asneira (das várias que me pululam na mente) mas este meu blog é "uma casa de respeito" por isso.........!

Pela primeira vez vos peço: comentem!

Obrg!

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D