Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A PERPÉTUA! (mulher de fibra e de convicções firmes)

-Eu...?! Eu escrever para a "Gazeta"? Tás completamente parva, ou quê? Eu sei lá escrever alguma coisa de jeito, pá; se eu nem escrevo ao "meu velho" quando preciso d'algum, vou agora pôr-me a escrever para a "Gazeta" sem saber o que dizer!? Isso é qu'era bom...

-Mas...

-Eh pá, não escrevo nada! Aliás nem tenho assunto que possa interessar a quem quer que seja, e além disso não tenho jeiteira nenhuma para escrever e nem sei que palavras hei-de usar de modo a que possa interessar alguém a ler o que eu possa vir a escrever. Se nem o meu namorado se interessou pelo que eu escrevo...

-Bem, mas...

-Ah, não acreditas?! Então fica sabendo que quando ele estava na tropa eu escrevi-lhe uma carta, toda amorosa a apaixonada, e aquele tosco nunca foi capaz de a ler; calcula como é que eu fiquei quando descobri a dita carta no meio de diversa papelada velha, dentro do mesmo envelope já amarelecido pelo tempo, e ainda por abrir, poucas semanas depois de termos cumprido os cinco anos de casados. Eh pá, deu-me cá uma ira, subiu-me o sangue à cabeça e fui-me a ele com uma gana tal (eu quando me enervo, ai...ai...ai...), que o desgraçado ainda hoje, já lá vão mais de oito meses, não consegue desfazer o nó que lhe fiz no pescoço nem meter no lugar os olhinhos que continuam pendurados junto ao nariz a olhar para o bigode. Ficou de tal maneira que eu nunca sei se ele está a choramingar ou se tem o pingo a cair; mas lá vai andando, coitado, com aqueles lindos olhos verdes a balançar, todo tremeliques, e a soltar uns grunhidos que nunca chego a perceber se é para me dizer que me ama ou se é a pedir-me desculpa por nunca ter lido a minha cartinha. Ora, voltamos ao ponto de partida: 'tás a ver que não há razão que me leve a pegar numa caneta para tentar escrever para a "Gazeta" e a contar seja o que fôr, pois nem tenho jeito nenhum para isso, nem saberia o que haveria de escrever. O que de resto nem é de admirar pois se a minha grande paixão não é a escrita nem tão pouco a leitura, porque raio é que eu haveria de saber escrever...?

-Eh pá, mas porque é que...

Anh?! Qual é? Eh pá, não escrevo! Não, pá! Não insistas que eu não quero. NÃO QUERO!!! CHIÇA!! És teimosa! Mau, mau, já estou toda enervada, e olha que eu quando me enervo, ai... ai... ai...!!

-Gruhmfg.....

EU ESTOU NA NET. EU SOU A NET ....

Entrei numa loja de computadores no interior daquele centro comercial, decidido a comprar mesmo mais um pc. O que lá está em casa já não me satisfaz; quero mais, muito mais!

O solicito empregado ao saber da minha vontade "amesurou-se" todo à minha volta e exaltando enfaticamente as qualidades de todos os pc's em stock, lá fez o favor de me deixar escolher um deles, que não era melhor nem pior que os outros; era somente diferente por ter uma finíssima faixa vermelha circundando o visor.

Comprei-o!!

Chegado a casa e após processar a ligação à net, iniciei a conversação comigo mesmo.

Sim, porque eu já estou farto de teclar com gente que não conheço, que são estéreis de ideias e que falam de tudo menos do que me interessa.

Eu quero falar do que me interessa!

E quem sabe o que me interessa melhor do que eu?

Só eu!

Daí que iniciei um diálogo comigo mesmo, onde as perguntas se sucediam às respostas em catadupas e onde as discussões brotavam em cada linha, em cada frase, em cada letra!

Não conseguindo chegar a uma conclusão, decidi comprar outro pc; com três sempre teria hipotese de desempatar, pensei eu!!

Mas como? onde vou eu buscar o dinheiro para mais um pc?, perguntei a mim mesmo; a resposta não se fez esperar, vai trabalhar, pah, respondi eu!

Não gostei! Não gostei mesmo nada! Agarrei no pc e atirei-o janela fora repetindo o gesto com o outro pc só porque ele riu com escárneo ao ver o outro voar pela janela.

Encontraram-se ambos no passeio 8 andares abaixo, com a maioria dos componentes espalhados e misturados!

Dei por mim em vôo picado atrás deles, consciente de que não poderia continuar vivendo sem os meus dois outros eus!

1ª VEZ, TAKE 2

Volto ao local do crime por duas razões:

1ª- Gavião, seria de uma tremenda injustiça "deixar-te" de fora. Mas tens que perceber que nos Kok's nunca é de fiar. Vêem uma galinha passar e esquecem o resto.

Por isso acrescento ao relatório:

o GAVIÃO sempre a disposto e apoiar e ajudar (pena ser do SCP);

2ª- Obrigado NCK por me teres empurrado para aki. Resta saber se mereceu a pena o teu esforço! (eheheheh)

Agora já estão "aqueles todos"? Nã sê! Veremos

Há sempre uma primeira vez!

E a minha foi assim:

espreitei à porta e logo alguém disse, entre, entre (guest, nick sff)! entrei e sentei-me no primeiro degrau para tentar perceber bem o que se passava ali. Uns no meio da sala em alegre cavaqueira e outros (poucos) aos cantos falando em privado. Estranhei foi que o encarregado fosse anão, mas por mim tudo bem!

E então lá fui vendo e percebendo quem era quem:

a SISSI que não é imperatriz mas cria canelhos e conários em gaiolas;

a VIP que é mutante porque todos os dias inventa novos nick's;

a WEB que decidiu passar a detestar beijos, vá lá saber-se porquê;

a SOPAS que afinal vim a saber ser UM sopas;

a G que é a mais linda gotinha que alguma vez vi, (não gosta de stresses);

a MARIA NIKINHA que é a minha KUAK preferida;

a LUA BRANCA que só aparece nas fases de lua cheia;

a ISA que é o terno de paus deste baralho;

a MONIKA que tem uma cadela "achatada" mas muito linda;

o NCK que vira a sala do avesso e espalha pó seco por todo o lado;

o FANTASMA ZERO que faz o possível por me ajudar sempre que preciso;

o NAUTILUS que traz sempre peixe fresco;

o NELIO que vive em Londres e é do Benfica;

o TVR que vive em Londres e é do Sporting (ou do Porto?);

o VM que quando lhe dá na cabeça distribui bebidas por toda a gente;

o KNOPPIX que apresenta sempre um penteado impecável;

E mais uns quantos que se não menciono não é por não merecerem.

É porque numa cabeça de kok não cabe muita coisa.

Ah, e eu, que entrei aqui como Klank, passei a Kok_tell e já vou em Krasykok. Espero bem não piorar...

A todos deixo aqui um agradecimento por me aceitarem BEM e deixo também BEIJOS para kem kiser e ABRAÇOS para os restantes.

No salão de baile

A música já soava e os pares movimentavam-se  ao som daqueles acordes quando à porta da sala pareceu o Ovo.

Entrou com cuidado e foi dizendo: com licença... com licença... desculpe,dá-me licença? obrigado, com licen..CUIDADO NÃO ME PISE, com licença... boa noite, a senhora é que é a dona da sala?... ah é a gerente! ok, sabe eu ando procurando o meu pai; a minha mãe pôs-me ali à porta e foi-se embora a barafustar rua abaixo e disse que o meu pai está aqui... como é ele?, ora é assim todo giro, alto e forte, cheio de penas coloridas e muito simpático; gosta é de beber umas cervejas... ah, já sabe quem é? ...sim, sim... ah, ainda não veio?...nesse caso eu espero por ele mesmo aqui na sal.... CUIDADO... CUID...SKRALSSSK.................................

-Oh porra, mas quem deixou este gajo entrar? Isto não é para maiores de 18 anos? Não? Tragam a esfregona para limpar o chão.....

E a música continua

AO ANTÓNIO ALEIXO (Não digo Sr. porque é coisa que ele recusava)

Disse ele: A RAZÃO MESMO VENCIDA NÃO DEIXA DE SER RAZÃO!

Eu não tenho vistas largas,

nem grande sabedoria,

mas dão-me as horas amargas

lições de filosofia.

Meu aspecto te enganou;

o  que a gente é não se vê;

pergunta a outrem quem sou,

pois o que sou nem eu sei.

Após um dia tristonho,

de mágoas e agonias

vem outro alegre e risonho;

são assim todos os dias.

Uma mosca sem valor

poisa, c'o a mesma alegria,

na careca de um doutor

como em qualquer porcaria.

Deixam-me sempre confuso

as tuas palavras boas,

por não te ver fazer uso

dessa moral que apregoas.

E mais, muito mais há para revelar. Assim tenha tempo para mostrar o que o António Aleixo deixou dito e que em boa hora e redobrados esforços permitiram passase a livro.

UM EXERCICIO DE GEOMETRIA

O meu nascimento foi uma tangente.

Sou filho de um triângulo e de uma circunferência!

O meu avô era um semi-circulo e uma secante era a minha avó.

O meu tio paterno é um cateto e como primos tenho dois círculos (do lado materno) e três isósceles por parte do pai, sendo um deles obtuso e os outros são escalenos;

são gémeos, evidentemente!

A minha prima é uma bissetriz, daqueles "que cortam qualquer um ao meio" e é amante de um losango filho de dois trapézios.

Têm um filho que é um paralelipipedo, básico em geometria descritiva.

O meu melhor amigo é um cubo, filho de dois rectângulos e a minha namorada é uma diagonal filha de um círculo e de uma hipotenusa.

Vivemos todos num amplo quarto de círculo e como vizinhos temos dois raios e um arco de circunferência.

O meu professor é um diâmetro e o director da escola um obtusângulo.

Ontem fomos dar uma volta a uma oval e encontrámos um cone, um prisma a duas pirâmedes, um grupo de gajos sólidos, e juntos fomos beber um copo a um bar ali perto onde já estava uma esfera bem bebida e sempre a rolar.

Encostado ao balcão do bar estava um plano inclinado e amparado a ele e ainda mais inclinado estava um cilindro completamente à roda!!

O barman era um quadrado tendo como seguranças dois troncos de cone! 

ESTE MUNDO QUE NOS RODEIA

Neste mundo que nos rodeia como é possível que sejam produzidas coisas e que não hajam maneiras de posteriormente sejam eliminadas?

São parvos os que as produzem?

Ou são estúpidos os que permitem e/ou incentivam essas produções? Pensam que a terra é eterna e que tem a capacidade de se regenerar independentemente de todas as agressões a que a sujeitam?

Que me lembre, há décadas que é falada a necessidade de defesa do ambiente; todavia os mesmos erros repetem-se, e repetem-se, e repetem-se........

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D