Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

O PAI NATAL PASSOU POR CÁ.

Parece que não há Natal em que não surja a sacrosanta pergunta:

-Acreditas no Pai Natal?

-Se eu acredito no pai Natal? Já acreditei e depois não acreditei e agora “tem dias”!

-Porquê? Achas que o gajo existe mesmo?

-Evidentemente! Queres uma prova disso? A prova é esta:

Apesar da sacana da crise dispus-me a comprar presentes para familiares e amigos com a ideia de fazer um Natal à antiga, ou seja, toda a gente deixando um sapato na chaminé e por ali foram espalhadas as prendas, cada uma com o nome do destinatário, tudo muito organizado para que (por exemplo) o body transparente não calhasse à avozinha caquética em vez de à Irina Katrinoveva, a ucraniana auxiliar de tarefas domésticas.

Neste caso e na falta de uma verdadeira chaminé, ficou a cozinha “cheia” de sapatos, fechando-se a porta respectiva e deixando semi-aberta a minúscula janela junto do exaustor para que o pai Natal pudesse entrar e sair, (apesar da sua enorme barriga).

E para evitar “tentações nocturnas” guardei eu a chave.

Num ápice chegou a manhã de Natal.

Chiça, (foi o meu primeiro pensamento), já é dia?

Mais coisa, menos coisa, e depois de algum engarrafamento junto dos dois WC’s, abri a porta da cozinha para… para ver-mos os papéis coloridos que embrulhavam as prendas, espalhados pelo chão; das prendas nem rastro.

Tudo desapareceu: as peúgas de lã do avô Manuel, a camisa de noite, de flanela, da avó Maria, o portátil que eu me ofereci, o lenço de seda da prima Josefa, os brincos e o anel da minha mulher, etc., etc.! Até o body da ucraniana e ainda dois sapatos de salto alto de pares diferentes e também uma bota do avô Manuel e um ténis dos meus.

À laia de troca, encontrámos no meio dos papéis de embrulho um par de botas já muito  gastas e duas meias listadas branco e vermelhas, tão rotas que só cobririam o calcanhar o tornozelo e pouco mais.

-Òh mãe onde tá a consola de jogos?, berrava o André de 11 anos, filho da Josefa.

-Sinhôr, Sinhôr, a meu body?  Onde é a meu body?

-Shiu… como é transparente não se vê, mas depois eu mostro-te! (porque no te callas?)

Conclusão: que o pai Natal passou por cá, passou!

Deixou prendas? Não! Levou-as!!!

É por isto que depois deste Natal sempre que me perguntarem:

-Acreditas no pai Natal?

-Sim; agora tem dias em que acredito!

nota importante: que eu saiba, nada disto não aconteceu!

nota mais ou menos importante: qualquer semelhança com alguma realidade parecida com este pai Natalnão será mais do que uma coincidência.

nota muito importante: se acontecer não tenho quaisquer responsabilidades no caso!

ilustração copiada de: cata-letras.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D