Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

25 de ABRIL foi à 38 ANOS!

E as respectivas comemorações têm vindo a ser, a cada ano que passa, cada vez menos significativas, parecendo mesmo haver alguma vergonha de tal ter  acontecido. Enfim... a mim parece-me mas se calhar estou enganado (o que não seria a primeira vez). Todos os anos são produzidas declarações intelectualizantes de tudo o que é comentador cada um com a sua teoria, esquecendo-se quase sempre que não fora o 25 de Abril ter existido e certamente não estaria eles a comentar como o fazem: livremente!

Dos políticos também não vêm os melhores exemplos; a colheita deste ano é esta:

O primeiro-ministro acusa a Associação 25 de abril, Mário Soares e Manuel Alegre de quererem «protagonismo» no 25 de abril, ao anunciarem a sua ausência dos actos oficiais que se efectuam hoje, quarta-feira.
O Sr. Passos Coelho na qualidade de 1º Ministro declarou: «Eu estou habituado a que, ao longo dos anos, algumas figuras políticas queiram assumir protagonismo em datas especiais. Esta data especial não pertence ao Governo, pertence ao povo. Cada um assume as suas responsabilidades».
 

Duas “coisinhas (que afinal são três; ou quatro.) que quero sublinhar:

1- Não creio que “as figuras” referidas tenham falta de protagonismo no que se refere à data e eventos em questão!

2- É certo que esta data não pertence ao Governo; este ou qualquer outro!

3- Que cada um assuma as suas responsabilidades é o que mais se deseja!

4- Que V. Exª esteja habituado a que, ao longo dos anos parece-me uma afirmação abusiva dada a sua idade; será que estou errado?, será que V. Exª já viveu assim tão longos anos?

 

Nota: foram aquelas e muitas outras figuras militares (e políticas algumas),  que possibilitaram a  V. Exª estar hoje onde está, e dizer o que diz, com toda a naturalidade porque é assim que deve ser. Livre para pensar e livre para falar!

Não deve todavia (na minha opinião) menosprezar tais factos nem minimizar o valor daqueles que o permitiram, com o tipo de declarações como as que produziu.

Porque também eles, as tais figuras, são livres para estarem presentes, ou não, nas comemorações oficiais onde V. Exª não desdenhará ter algum protagonismo.

14 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D