Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RIR É BEM MELHOR!!!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

A MENTE TAL COMO OS PÁRA-QUEDAS FUNCIONAM MELHOR QUANDO ABERTOS!

O CAVALHEIRO

Há situações a que assistimos onde a vontade de rir toma conta do nosso bom senso fazendo com que gargalhadas espontâneas soem como se fossem agressões a quem nos rodeia, isto é, aos “culpados”, àqueles que “as provocaram”.

Lembro-me de um cavalheiro que caminhava pelo centro do passeio numa rua da baixa, de fato e gravata, colete de cor cinza, chapéu de “coco”, pasta de fina pele numa das mãos e na outra, elegantemente seguro e escrupulosamente dobrado, aquele jornal semanal de grande tiragem. De olhar firme e fixo num horizonte longínquo que ultrapassava o arco onde terminava a rua, ia caminhando com a firmeza que só uma mente forte, decidida e arguta pode proporcionar (acho eu…).

Percebia-se ser uma pessoa distinta, educada!

Desviava-se com elegância dos carros das castanhas quentes e boas, manifestando-se gestualmente enfadado e desagradado pelo respectivo fumo, que invadia o ambiente, rodeando-o.

Aos músicos que dedilhavam as cordas de uma viola já cansada ou sopravam em saxofones de idade avançada, e que encostados às paredes faziam soar arremedos de músicas mais ou menos conhecidas, tentando angariar alguns €uros para a (talvez única) refeição do dia, e aos pintores que expunham telas deitadas na calçada numa tentativa de interessar algum comprador que lhes proporcionasse o minimamente necessário para uma sopa e uma bifana, não detinha o olhar nem, possivelmente, o pensamento.

Imperturbável, seguia firmemente o seu caminho!

Mas as calçadas são perversas; e nem todas as respectivas pedras se acomodam da mesma maneira; umas “abaixam-se” em disfarçadas depressões e outras “alevantam-se” sem razão aparente.

Foi uma destas que lhe acabou com a compostura: segurou-lhe a biqueira do sapato e… fez com que se estatelasse ao comprido; o chapéu de “coco” rolou para longe, a pasta de fino cabedal esbarrou na porta de uma loja de bijutarias e abrindo-se espalhou 2 relatórios, 1 contracto de arrendamento, 2 maçãs golden e um iogurte de cereais; o jornal desdobrou-se em fascículos, prontamente aproveitados para acondicionar algumas dúzias de “quentes e boas”.

Com os sapatos italianos esfolados, as calças rasgadas na zona dos joelhos, o colete cinza de onde desertaram uns quantos botões e a gravata (de seda) congestionada, levantou-se furioso e perante o riso espontâneo, ruidoso e convulsivo da assistência que o rodeava, gritou:

-Vão todos p’ó…

Mas era tanto o barulho das gargalhadas e dos gritos de incentivo de quem ali estava (ouviram-se alguns “bis”, “bis”, brráávôô…) que não cheguei a perceber para onde ele quis que fossem todos os presentes!

O humor dos cavalheiros tem qualquer coisa de diferente…

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D